Busca avançada
Ano de início
Entree


Aplicação de modelos de agentes e redes complexas na caracterização e estudo da interação entre insetos sociais, com enfoque em formigas

Texto completo
Autor(es):
Murilo Dantas de Miranda
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Botucatu. 102 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências de Botucatu
Data de defesa:
Membros da banca:
Paulo Fernando de Arruda Mancera; Marcio Roberto Pie
Orientador: Claudia Pio Ferreira
Resumo

Insetos sociais são conhecidos pela capacidade que possuem de gerar comportamentos coletivos robustos a partir de informações limitadas ao nível de indivíduo, sem que haja um controle central. Esta propriedade de geração de padrões a partir de regras locais é conhecida como auto-organização. As formigas são um exemplo de sucesso ecológico e o único grupo exclusivamente eusocial dentro de Hymenoptera. Devido a sua abundância e diversidade de hábitos alimentares exercem efeitos importantes na maioria dos ecossistemas terrestres. Dentre os vários tipos de interação que ocorrem entre formigas, a limpeza mútua (allogrooming) está entre os principais atos comportamentais, onde membros de determinada espécie executam a limpeza em outros indivíduos pertencente aos seu grupo social. Nesta tese buscamos investigar as redes de interações geradas pelo modelo proposto por Miramontes et al. (1993), o qual simula o comportamento individual de formigas, mais especificamente processos de ativação e inativação gerados por interações locais, as quais levam a sincronização temporal de atividades da colônia. Uma extensão do modelo Miramontes et al. (1993) para duas castas de formigas tecelãs foi construída. Nesse novo modelo foi utilizado dados etológicos de limpeza mútua (allogrooming) obtidos do trabalho de Blonder & Dornhaus (2011), e o ato de ativação e inativação das castas e da colônia, como descrito mo modelo de Miramontes et al. (1993). Os resultados obtidos sugerem que a densidade da colônia está entre 0,20 a 0,50, pois nesse intervalo a colônia tem altos valores de coeficiente de agrupamento e razão sinal-ruído, e baixos valores de caminho médio mínimo e período de sincronização (AU)

Processo FAPESP: 10/04671-9 - Aplicação de modelos de agentes e redes livres de escala na caracterização e estudo da interação entre insetos sociais, com enfoque em formigas.
Beneficiário:Murilo Dantas de Miranda
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado