Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Microclimatic changes caused by different plastic coverings in greenhouses cultivated with cherry tomato in southern Brazil

Título (Português): Alterações microclimáticas provocadas por diferentes coberturas plásticas em ambiente protegido cultivado com tomate tipo cereja no sudeste do Brasil
Texto completo
Autor(es):
Ester Holcman ; Paulo C. Sentelhas ; Simone da C. Mello
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Meteorologia; v. 30, n. 2, p. 125-133, Jun. 2015.
Resumo

In regions with intense solar radiation it is common the use of aluminated covers in greenhouses, with the aim of reducing the inside temperature. However, the use of these covers reduces photosynthetic active radiation (PAR) transmitted into the greenhouse. The objective of the present study was to evaluate the influence of different covers on microclimate in greenhouses cultivated with cherry tomato during three growing seasons. The environment I was covered with plastic film anti-UV and with thermo-reflective screen (40%) disposed internally. The environment II was covered with diffusive plastic film (55%). The transmitted solar radiation to the interior of covered environments was, on average, 5.5 MJ m-2 day-1 in the environment I and 8.2 MJ m-2 day-1 in environment II. The air temperature in environment II was, on average, 1°C higher than external conditions. The highest difference for the relative humidity (RH) was also observed between environment II and the outside conditions, with 10.7% for the minimum RH during the first growing period. Considering all growing periods, the diffusive plastic film provided higher solar energy availability inside the greenhouse than the plastic film with thermo-reflective screen, without causing major changes in air temperature and relative humidity, and promoting greater productivity of tomato grown under this environment for the three periods evaluated. (AU)

Resumo

Em regiões de intensa radiação solar é comum o uso de malhas aluminizadas em cultivos protegidos, com o intuito de reduzir a temperatura no interior de estufas plásticas. Porém, o uso dessas malhas provoca diminuição da radiação fotossinteticamente ativa (RFA) transmitida ao interior do ambiente protegido. O presente estudo teve por objetivo avaliar a influência de diferentes coberturas plásticas no microclima de ambientes protegidos, ao longo de três períodos de cultivo com tomate cereja. O ambiente I foi coberto com filme plástico anti-UV e com uma malha termo-refletora (40%) disposta internamente. O ambiente II foi coberto com filme plástico difusor (55%). A radiação solar transmitida ao interior dos ambientes protegidos foi, em média, de 5,5 MJ m-2dia-1 no ambiente I e 8,2 MJ m-2 dia-1 no ambiente II. A temperatura do ar no ambiente II foi, em média, 1°C superior ao ambiente externo. As maiores diferenças para a umidade relativa do ar também foram encontradas entre o ambiente II e o externo, chegando a 10,7% para a UR mínima, no primeiro período de cultivo. Considerando-se todos os ciclos de cultivo, o plástico difusor foi o que proporcionou a maior disponibilidade de energia no interior do ambiente protegido, sem causar, no entanto, grandes alterações na temperatura e na umidade relativa do ar, e promovendo uma maior produtividade do tomate cultivado sob este ambiente, nos três períodos avaliados. (AU)

Processo FAPESP: 08/58624-1 - Condições micrometeorológicas e desenvolvimento do tomateiro em casa-de-vegetação sob cobertura com filme fotosseletivo
Beneficiário:Paulo Cesar Sentelhas
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo FAPESP: 07/57897-1 - Condições micrometeorológicas e desenvolvimento do tomateiro em casa-de-vegetação, sob cobertura plástica foto-seletiva
Beneficiário:Ester Holcman
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado