Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação precisa das massas dos quarks charm e bottom

Processo: 18/14967-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Convênio/Acordo: Universidade de Salamanca
Pesquisador responsável:Diogo Rodrigues Boito
Beneficiário:Diogo Rodrigues Boito
Pesq. responsável no exterior: Vicent Mateu Barreda
Instituição no exterior: Universidad de Salamanca (USAL), Espanha
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/20689-9 - Determinação precisa de parâmetros fundamentais da QCD, AP.JP
Assunto(s):Modelo padrão  Cromodinâmica quântica 

Resumo

As massas dos quarks são parâmetros fundamentais do modelo padrão da física de partículas que desempenham papel crucial em testes precisos da teoria. Essas massas não são diretamente observáveis devido à propriedade de confinamento das interações fortes e podem somente ser medidas indiretamente através do estudo de observáveis que dependem fortemente das massas e que podem ser calculados com grande precisão na QCD. Um exemplo desses observáveis são os momentos da seção de choque inclusiva elétron-pósitron em hádrons. Eles podem ser calculados teoricamente com uso do método das regras de soma da QCD. Esse arcabouço pode ser também adaptado a correntes pseudo-escalares, nas quais os dados experimentais são substituidos por resultados obtidos em QCD na rede. A concordância entre os dois métodos constitui um importante teste para o método e também para a QCD na rede. Entretanto, até hoje, a massa do quark charm obtida de correntes pseudoescalar têm uma grande incerteza teórica. O principal objetivo deste projeto é contribuir para a obtenção mais precisa das massas dos quarks charm e bottom através de um estudo detalhado da origem das incertezas teóricas associadas e do uso de variações de esquema de renormalização para otimizar a convergência da série perturbativa. Isso seguramente levaria a uma determinação muito mais confiável e precisa desses parâmetros fundamentais. (AU)