Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil proteômico de bactérias presentes em canais radiculares de dentes com periodontite apical sintomática ou assintomática

Processo: 18/18741-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2019 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Rogerio de Castilho Jacinto
Beneficiário:Rogerio de Castilho Jacinto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Pesq. associados:Juliano Pelim Pessan ; Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Assunto(s):Tratamento do canal radicular  Bactérias  Pulpite  Endotoxinas  Proteômica 

Resumo

As infecções endodônticas são causadas por uma comunidade multi-espécie de bactérias. Com os métodos de identificação microbiológica e quantificação de endotoxinas, é difícil inferir a fisiologia, a função e a patogenicidade microbiana. Assim, a análise proteômica é uma técnica que pode revolucionar o estudo da patogênese das infecções endodônticas. O presente estudo tem por objetivos: analisar o perfil proteômico de bactérias presentes em canais radiculares de dentes com periodontite apical sintomática e assintomática; ampliar o entendimento do papel do proteoma na patogênese das doenças periapicais; investigar a correlação da composição das proteínas bacterianas detectadas com a presença de sinais e sintomas clínicos. Serão coletadas amostras de 18 pacientes encaminhados para tratamento de canal radicular ou tratamento de emergência na Faculdade de Odontologia de Araçatuba FOA - UNESP. Serão incluídos dentes com infecção endodôntica primária, sintomáticos (n=9) ou assintomáticos (n=9) e presença de lesão periapical visível na radiografia. A identificação dos peptídeos será feita num sistema nanoACQUITY UPLC-Xevo QTof MS system (Waters), a identificação das proteínas será obtida utilizando o software ProteinLynx Global Server (PLGS) versão 3,0, utilizando o bancos de dados de proteínas bacterianas do Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia. Os dados serão analisados estatisticamente com SPSS for Windows (SPSS Inc., Chicago, IL) (p < 0,05). (AU)