Busca avançada
Ano de início
Entree

XXII Simpósio Nacional de Bioprocessos e XIII simpósio de hidrólise enzimática de biomassas

Processo: 19/09169-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 28 de julho de 2019 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Viviane Maimoni Gonçalves
Beneficiário:Viviane Maimoni Gonçalves
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Processos bioquímicos  Biorrefinarias 

Resumo

O Simpósio Nacional de Bioprocessos (SINAFERM) é um tradicional evento bianual que reúne profissionais de formações variadas que atuam nas diversas etapas dos Bioprocessos. O mesmo ocorre com o Simpósio de Hidrólise Enzimática de Biomassas (SHEB), cujo enfoque está concentrado na utilização de biomassas. A primeira edição do SINAFERM aconteceu em São Paulo, em 1964, com a denominação inicial de Simpósio Nacional de Fermentações (daí SINAFERM). Em 1983, a necessidade de discutir tecnologias alternativas para o aproveitamento da biomassa vegetal ou microbiológica, aliada ao interesse de biocombustíveis, foi a força motriz para o surgimento do SHEB. A fusão desses eventos ocorreu em 2013 com a realização conjunta dos simpósios na cidade de Foz do Iguaçu - PR. Desta forma, o SINAFERM/SHEB passou a ser o maior evento em Bioprocessos do país. Este evento promove interações entre ciência e tecnologia na área de Bioprocessos, trazendo os últimos avanços de pesquisas realizadas em Universidades, Institutos de Pesquisa e Empresas e mostrando as diferentes perspectivas de abordagem dos problemas na área. Este evento contribui assim para divulgação dos avanços científicos e tecnológicos em Bioprocessos no país e no mundo e estimula o avanço da inovação nesta área estratégica do conhecimento. O evento tem como objetivo estimular o surgimento de novas propostas e abordagens para o avanço da biotecnologia industrial, promover o intercâmbio de técnicas entre pesquisadores de instituições de pesquisa e empresas, além de fomentar novas colaborações entre cientistas, professores, alunos e profissionais que atuam na área de Bioprocessos no Brasil e pesquisadores de instituições internacionais de renome. Além disso, neste ano os trabalhos serão publicados em inglês para aumentar a visibilidade da produção científica dos pesquisadores brasileiros e facilitar o intercâmbio de ideais e colaborações supracitados, bem como aumentar a visibilidade da produção científica nacional na área. (AU)