Busca avançada
Ano de início
Entree

Inibidor do receptor da angiotensina e da neprilisina em pacientes com miocardiopatia chagásica com fração de ejeção reduzida: trial randomizado ANSWER-HF

Processo: 20/06252-5
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2021 - 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Felix José Alvarez Ramires
Beneficiário:Felix José Alvarez Ramires
Instituição Sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Barbara Maria Ianni ; Charles Mady ; Fabio Fernandes ; Fernanda Gallinaro Pessoa ; Keila Cardoso Barbosa ; Orlando do Nascimento Ribeiro ; Paula de Cássia Buck ; Paulo Vinicius Ramos Souza ; Vagner Madrini Junior
Assunto(s):Cardiologia  Insuficiência cardíaca  Doença de Chagas  Cardiomiopatia chagásica  Inibidores de receptores da angiotensina-neprilisina  Sacubitril-valsartana  Avaliação de medicamentos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Doença de Chagas | Insuficiência Cardíaca | Miocardiopatoa chagásica | Sacubitril | Valsartana | Cardiologia

Resumo

A doença de Chagas é uma moléstia infecto-parasitária, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi (T. cruzi). É considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das 13 doenças tropicais mais negligenciadas no mundo. A miocardiopatia chagásica está associada a insuficiência cardíaca importante, morte súbita, muitas vezes por arritmias graves; e fenômenos tromboembólicos, seja periférico ou central. O estudo PARADIGM-HF trouxe à tona uma nova classe de fármacos, os INRAS (Inibidor da Neprilisina e dos receptores da Angiotensina), sendo o sacubitril/valsartana a primeira molécula desta classe a ser estudada com grande benefício na internação e mortalidade em pacientes com insuficiência cardíaca. Este estudo incluiu apenas 113 pacientes chagásicos, portanto, sem poder de amostra. O projeto em questão será um ensaio clínico, randomizado, unicêntrico, prospectivo, duplo cego, controlado. Serão incluídos 200 participantes consecutivos, randomizados de forma independente no Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (InCor). Este projeto se propõe avaliar o benefício do sacubitril/valsartana comparado ao enalapril, em pacientes com insuficiência cardíaca de etiologia chagásica com fração de ejeção reduzida (FEVE <40%). Será avaliado no seguimento de 6 meses a melhora da fração de ejeção, melhora de classe funcional, redução de arritmias ventriculares, além de internação por insuficiência cardíaca e mortalidade por todas as causas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)