Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU concedido no processo 2020/02061-0: upgrade para TIRF, FRAP, single molecule, de microscópio TiE

Processo: 22/07346-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de agosto de 2022 - 31 de julho de 2029
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Frederico José Gueiros Filho
Beneficiário:Frederico José Gueiros Filho
Instituição Sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/02061-0 - Biogênese da membrana bacteriana: de mecanismos fundamentais a novos alvos para antimicrobianos, AP.TEM
Assunto(s):Biologia celular  Microscopia  Rastreamento  Aquisição de equipamentos  Equipamentos multiusuários  Infraestrutura de pesquisa 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Frap | localization microscopy | particle tracking | single molecule microscopy | superesolution microscopy | Tirf | Biologia celular bacteriana

Resumo

A última década marcou uma mudança de paradigma na maneira como entendemos e estudamos a organização subcelular de bactérias. A idéia de "sacos de enzimas" foi substituída pela percepção de que processos essenciais, como replicação do DNA, divisão celular e expansão da parede celular, são realizadas por complexos multiprotéicos, cuja localização subcelular e atividade são reguladas com grande precisão espaço-termporal. Apesar desses avanços, ainda não entendemos como a membrana plasmática das bactérias é construída. As enzimas e reações que produzem fosfolipídios são bem conhecidas, mas como a inserção de novos monômeros em uma membrana em expansão é organizada no espaço e no tempo, e como a síntese da membrana é coordenada com o crescimento celular são ainda questões fundamentais da biologia celular bacteriana.O principal objetivo deste projeto é fornecer uma descrição detalhada dos mecanismos moleculares da biogênese da membrana bacteriana, com foco em duas grandes questões: 1) Onde é sintetizada a nova membrana? - e 2) Como as bactérias sabem a quantidade de membrana que precisa ser sintetizada? Para responder a (1), aplicaremos métodos modernos de microscopia de fluorescência para determinar a localização subcelular e a dinâmica das enzimas de síntese de fosfolipídios e se elas funcionam sozinhas ou em um complexo multiprotéico. Para responder a (2), aplicaremos um conjunto complementar de métodos (genética molecular, bioquímica, proteômica e metabolômica) para investigar a interconexão entre a síntese de lipídios e membranas e o segundo mensageiro ppGpp, um regulador chave do crescimento bacteriano.Uma vez que o controle adequado do metabolismo lipídico é essencial para a sobrevivência, um objetivo adicional deste projeto será identificar inibidores de alvos selecionados da biogênese de membranas. Aproveitaremos o conhecimento básico reunido ao longo do projeto para montar ensaios do tipo "target-based whole-cell" e rastrear diferentes coleções de compostos (pequenas moléculas, fragmentos, produtos naturais). Como os alvos escolhidos são inéditos, os inibidores identificados podem representar "leads" para classes completamente novas de antibióticos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)