Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de câmara de pós-polimerização experimental em compósitos resinosos para impressão 3D modificados por nanopartículas de TiO2 dopadas com manganês nas propriedades físicas, óticas, mecânicas e biológicas

Processo: 22/11613-2
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2023 - 31 de março de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Adilson Yoshio Furuse
Beneficiário:Adilson Yoshio Furuse
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística  Impressão tridimensional  Resinas  Dióxido de titânio  Nanopartículas  Polimerização  Manganês  Propriedades dos materiais 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Atividade fotocatalítica | Impressão Tridimensional | Materiais resinosos | Nanopartículas de TiO2 | Dentistica

Resumo

A tecnologia de manufatura aditiva, mais conhecida como impressão 3D, vem ganhando popularidade por causa de sua versatilidade de aplicações, precisão, capacidade de criar formas complexas, velocidade e menor desperdício de insumos. Como propriedade de especial interesse, a atividade fotocatalítica desempenhada pela mudança da condição de isolante para condutor pelas nanoestruturas de TiO2 poderia ter a capacidade de aprimorar as soluções de impressão 3D já disponíveis atualmente. O objetivo deste trabalho será avaliar a influência da adição de nanopartículas de TiO2 dopadas com manganês à diferentes sistemas para impressão 3D e do método de pós-polimerização empregue nas propriedades físicas, óticas, mecânicas e biológicas. Serão avaliados dois sistemas disponíveis comercialmente: a resina Smart Print Bio Vitality (Smart Dent, São Carlos, Brasil) utilizando impressora 3D Flashforge Hunter (Flashforge, Jinhua, China) e a resina Crown and Bridge (DENTCA, Torrance, United States) utilizando a impressora Pro95 S (SprintRay, Los Angeles, United States). Para testar essa hipótese, será realizada a incorporação das nanopartículas às resinas nas proporções de 0,5% e 1% em peso e os espécimes divididos serão divididos em grupos de acordo com o sistema de manufatura aditiva (resina/impressora 3D), concentração de nanopartículas incorporadas e sistema de pós-polimerização a ser utilizado. Parte dos espécimes serão pós-polimerizados utilizando uma câmara de pós-polimerização com luz UV como recomendam os fabricantes e outra parte será pós-polimerizada utilizando uma câmara de pós-polimerização experimental que será construída para a execução dessa proposta que combina luz UV e luz branca, onde as nanopartículas de TiO2 poderiam expressar sua máxima atividade fotocatalítica e então serão avaliadas a resistência à flexão, módulo de elasticidade, microdureza Knoop, densidade de ligações cruzadas, compatibilidade biológica, estabilidade de cor, translucidez, rugosidade de superfície, e acurácia de manufatura. Adotando um nível global de significância de 5%, os resultados serão analisados através de testes de análises de variâncias, análise de Weibull e testes de comparações múltiplas de Tukey. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)