Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema regulatorio agr e sua relacao com fatores de virulencia de staphylococcus aureus resistente e meticilina adquirido na comunidade (ca-mrsa) isolados de pacientes hospitalizados.

Processo: 04/08548-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2004 - 30 de setembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Elsa Masae Mamizuka
Beneficiário:Elsa Masae Mamizuka
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fatores de virulência  Farmacorresistência bacteriana 

Resumo

A resistência a beta-lactâmicos é codificada pelo gene mecA, inserido em um elemento genético chamado SCCmec. Infecções por MRSA foram relatadas em pacientes sem vinculo com hospitais e um novo tipo de SCCmec foi identificado ems cepas denominadas CA-MRSA. Cepas CA-MRSA apresentam genes adicionais relacionados à virulência. O locus "agr" regula a expressão dos fatores de virulência de "S. aureus". O "agr" deve estar envolvido na resposta às pressões seletivas. Não se sabe se as CA-MRSA brasileiras possuem alguma diferença, em virulência, do clone endêmico brasileiro. A avaliação da transcrição dos genes de toxinas através de RT-PCR e expressão das proteínas através de ensaios fenotípicos em conjunto com a tipagem e funcionalidade do locus agr através de PCR e RFLP-PCR são ferramentas que nos auxiliam nesse estudo. Conhecer os fatores de virulência que o CA-MRSA possui e a forma como o "agr" influência em sua regulação é de grande importância para que se possa prever a sintomatologia, severidade e prognóstico das infecções causadas por CA-MRSA. (AU)