Busca avançada
Ano de início
Entree

Manejo da adubação nitrogenada e utilização do N15 pelo milho sob plantio direto com diferentes plantas de cobertura

Resumo

O nitrogênio (N) é o nutriente absorvido em maior quantidade pelo milho e o que mais influencia a produtividade de grãos. No sistema de semeadura direta (SSD), o milho é cultivado após culturas de entressafra, podendo ocorrer durante a decomposição de resíduos culturais a imobilização de N e limitação do desenvolvimento da cultura. Por outro lado, o cultivo de milho em sucessão a leguminosas, como a soja sob irrigação, pode aumentar a disponibilidade de N no sistema e ter-se no inverno uma cultura que gera renda ao agricultor. A maior parte dos experimentos sobre o manejo da adubação nitrogenada para o milho em SSD foram conduzidos no sul do País, sob condições edafoclimáticas completamente diferentes da região norte e nordeste do estado de São Paulo. Em função disto, será conduzido experimento num solo argiloso (Latossolo Vermelho Eutroférrico), no ano agrícola 2009/10, com o objetivo de avaliar estratégias de aplicação de N sobre a produtividade de grãos e aproveitamento do N fertilizante na forma de uréia 15N. O experimento será conduzido numa área que apresenta histórico de semeadura direta desde 1990, sempre sendo utilizado o milho como cultura de verão. A partir do ano de 1998, a área foi dividida ao meio, empregando-se como plantas de entressafra o milho e a soja, ambas sob irrigação suplementar por aspersão. O delineamento experimental utilizado é o em blocos casualizados, com parcelas subdivididas, com seis repetições. As parcelas correspondem às estratégias de aplicação da dose total de 150 kg ha-1 de N (0-0-0; 20-80-50; 50-80-20; 150-0-0; 0-80-70 - respectivamente doses de N em kg ha-1 aplicadas em pré-semeadura, cobertura no estádio de 4-5 folhas e 7-8 folhas); as subparcelas correspondem às plantas de entressafra (soja e milho). Para quantificar a recuperação do N do fertilizante, pela técnica da diluição isotópica (15N) e, também, a contribuição das culturas de entressafra (milho e soja previamente marcados com 15N) no fornecimento de N para o milho, serão determinadas as concentrações de N no solo, na parte aérea e nas raízes das plantas de milho. Essas amostras serão coletadas no estádio de maturação fisiológica do milho. Será avaliada a produção de matéria seca da parte aérea e raízes, assim como a produtividade de grãos de milho. (AU)