Busca avançada
Ano de início
Entree

Transformações na comunicação científica: identificando necessidades e experimentando tecnologias com grupos de pesquisadores em HIV/AIDS

Processo: 06/03742-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Ivan França Junior
Beneficiário:Ivan França Junior
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Comunicação científica  Informação de saúde ao consumidor  AIDS  HIV  Disseminação de informação  Gestão da informação  Bibliotecas especializadas 

Resumo

Pesquisadores podem se beneficiar das novas tecnologias que afetam a comunicação científica para aumentar a produtividade e melhorar a qualidade de seu trabalho. Objetiva-se explorar as interfaces entre membros de dois grupos de pesquisa em HIV/AIDS e três de ciência da informação (USP & FIOCRUZ) para constituir coletivos inteligentes em pesquisa. Especificamente, objetiva-se: a) Identificar necessidades e dificuldades no acesso e uso de informação de pesquisadores em Aids; b) Testar três modalidades de serviços e produtos (1. Disseminação Seletiva da Informação via Internet (DSI); 2. Programas para manejo de referências bibliográficas e para gerenciamento de competências; e 3. Programas para trabalho em rede visando suprir as demandas dos grupos envolvidos no projeto e superar entraves ao pleno acesso e uso da informação por parte dos mesmos). A pesquisa será de natureza qualitativa e serão entrevistados, individualmente e em grupo, 8 professores, 7 pesquisadores e 11 estudantes envolvidos nos grupos de pesquisa com HIV/Aids. As entrevistas buscam criar perfis dos pesquisadores e de sua produção bibliográfica, identificar como se atualizam cientificamente na sua área e todos os percalços enfrentados. Buscar-se-á identificar as competências necessárias e disponíveis para a realização do trabalho científico (formulação de projetos, execução e disseminação de resultados). Além dos depoimentos, serão criadas situações de busca simulada de literatura científica (p.ex. epidemiologia da Aids no Brasil, impacto social da epidemia de HIV no Brasil) para identificar como os pesquisadores efetivamente buscam as informações. Assim, será possível identificar quais são as bases consultadas, as estratégias e as sintaxes construídas e o manejo eletrônico dos resumos localizados. Com a lista de resumos em mãos, os pesquisadores serão convidados a obter os artigos na íntegra. Em um estilo etnográfico, as bibliotecárias da equipe anotarão os caminhos, as dificuldades e as tentativas para superação dos entraves nestas buscas. Após, serão testados o DSI e os programas que manejam bibliografias. Outra ferramenta (SEE-K) a ser testada destina-se ao gerenciamento das competências, por meio da criação de arvores de conhecimento (AdC). Uma AdC mapeará a escrita científica dos grupos, identificando habilidades e lacunas. Outros programas a serem testados juntos aos grupos de pesquisa em Aids são aqueles que permitem a ampliação da cooperação tecnocientífica para a realização do trabalho científico. Estes programas serão testados nas seguintes atividades concretas. 1) reuniões virtuais dos pesquisadores sediados na USP (Depto Saúde Materno-Infantil e Biblioteca da Faculdade de Saúde Pública; Depto. Psicologia Social / Trabalho do Instituto de Psicologia e Depto Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina) e na FIOCRUZ; 2) reunião virtual com apresentação oral de trabalhos científicos dos estudantes, seguido de discussão nos moldes de um seminário de revisão de pares; 3) elaboração sincrônica, em reunião virtual, de apresentações de slides, usando o programa PowerPoint da Microsoft. Serviços e programas serão avaliados quanto à capacidade de responder às necessidades de comunicação e trabalho cooperativo dos grupos, à efetividade e à eficiência. (AU)