Busca avançada
Ano de início
Entree

Atmosfera enriquecida com CO2 e seus efeitos na alocação de metabólitos secundários em Psidium guajava L. cv. Pedro Sato

Resumo

Ao decorrer das eras geológicas a concentração de dióxido de carbono (CO2) variou bastante. É inegável a importância desse gás para a sobrevivência de todos os seres vivos, porém atualmente, diante da elevada concentração deste na atmosfera surge uma situação problema: o aumento de temperatura que acarreta desequilíbrios nos ecossistemas terrestres e aquáticos. Os desequilíbrios podem ser alterações na umidade atmosférica e nos regimes de precipitação devido a um regime hidrológico mais ativo, às mudanças na circulação atmosférica e oceânica e ao aumento na capacidade de retenção de vapor de água do ar. Nas plantas essas situações alteram significativamente a sua fisiologia. Em geral, elevadas concentrações de CO2 podem gerar aumentos nas taxas de fotossíntese, incremento em biomassa e alterações bioquímicas, levando, consequentemente à alteração de produtividade de safras. Psidium guajava L. é uma espécie frutífera economicamente importante no Brasil; além disso, vem sendo utilizada como bioindicadora da presença de poluentes atmosféricos como ozônio e SO2, pois apresenta respostas características e dose-dependentes das concentrações desses poluentes. Mostra-se, dessa forma, uma espécie interessante para o estudo de respostas de espécies tropicais a elevadas concentrações de CO2 atmosférico. São poucos os estudos que relatam a ação deste gás em metabólitos secundários, substâncias importantes nas interações planta-ambiente. Pretende-se com este estudo avaliar o efeito da fumigação com CO2 na composição e quantidade de substâncias fenólicas, ceras cuticulares, carboidratos solúveis e poliaminas de mudas de Psidium guajava cv. Pedro Sato. (AU)