Busca avançada
Ano de início
Entree

Aural: ambiente robótico interativo aplicado à produção sonora e visual

Processo: 05/56186-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de fevereiro de 2006 - 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Artemis Maria Francelin Sanchez Moroni
Beneficiário:Artemis Maria Francelin Sanchez Moroni
Instituição-sede: Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora (NICS). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):08/06173-6 - Controle de trajetórias para o robô Pioneer P3-DX, BP.IC
08/06478-1 - Adaptação de um sistema de visão omnidirecional para o monitoramento de robôs móveis através de padrões de cores, BP.IC
Assunto(s):Computação musical  Computação evolutiva  Inteligência artificial  Robótica  Criatividade 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_361_257_257.pdf

Resumo

Este projeto, o AURAL, propõe a construção de um ambiente sonoro-visual robótico interativo que permitirá a criação de coreografias para robôs móveis. Tais coreografias poderão ser experimentadas e apresentadas in loco ou à distância, através de laboratório de acesso remoto pela internet, o REAL (GUIMARÃES, 2004; GUIMARÃES et aI., 2003a, 2003b). O resultado será um ambiente robótico interativo que reúne as características funcionais dos ambientes VOX POPULI (MORONI et aI., 2000) e Art Lab (MORONI et aI., 2002a, 2002b), e que já começaram a ser integrados no ambiente JaVox (MORONI et aI., 2004), sobre o qual o AURAL será construído. Para desenvolvimento está sendo usado o ambiente Java. No JaVox (MORONI et aI., 2004), como no VOX POPULI (MORONI et aI., 2000), a computação evolutiva é aplicada à produção sonora e, como no Art Lab (MORONI et aI., 2002b), à produção visual. No VOX POPULI uma área de controle (pad) da interface interativa habilita o usuário a desenhar curvas num espaço de fase, associando a elas trajetórias que guiam a produção sonora. No AURAL, através de uma facilidade similar ao pad interativo, as trajetórias poderão ser criadas e transmitidas para os robôs móveis da Divisão de Robótica e Visão Computacional do Centro de Pesquisas Renato Archer. Um robô móvel percorrerá um espaço físico associado a um espaço conceitual sonoro, de acordo com uma trajetória aproximada à trajetória recebida. No ambiente AURAL o robô móvel poderá ser programado para acompanhar uma sequência sonora, como numa coreografia convencional ou, ao contrário, produzir uma sequência sonora, resultado da sua exploração do espaço conceitual. O mesmo poderá acontecer no domínio visual. O usuário poderá "programar" um cenário, ou o cenário poderá ser o resultado da exploração do espaço pelo robô. Nessa área emergente ligada à interatividade, Arte e Ciência crescentemente influenciam e fertilizam uma à outra. Conceitualmente esta proposta dentro da área de criatividade computacional, subárea da inteligência artificial, aplicada à computação musical. Dado o caráter interdisciplinar da proposta, inserem-se também nas áreas de Arte, aplicações à distância, robótica e visão computacional. (AU)