Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolante topológico em poços quânticos de HgTe: dirigido a novos dispositivos spintrônicos

Processo: 10/10097-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 29 de outubro de 2010 - 28 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Gennady Gusev
Beneficiário:Gennady Gusev
Pesquisador visitante: Oleg Aleksandrovich Shegai
Inst. do pesquisador visitante: Siberian Branch of the Russian Academy of Sciences (SB RAS), Rússia
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Poços quânticos  Spintrônica  Materiais nanoestruturados  Intercâmbio de pesquisadores  Cooperação internacional 

Resumo

A visita do Dr. O.A. Shegai será muito útil para continuarmos uma colaboração em longo prazo entre Novosibirsk e os diferentes grupos dedicados ao estudo dos sistemas nanoestruturados no Brasil. Entre estes grupos estão o Laboratório de Novos Materiais Semicondutores do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (LNMS-IFUSP), também grupos teóricos e experimentais da Universidade Federal de São Carlos, do Instituto de Física de São Carlos-USP e outros. Como líder do LNMS do IFUSP, tenho desenvolvido vários projetos importantes, entre os quais os internacionais USP-COFECUB, FAPESP-CNRS e CNPq-CIAM. O objetivo geral do projeto é estudar nanoestruturas semicondutoras para aplicações em spintrônica. Estamos propondo pesquisar esses efeitos em poços quânticos de HgTe crescidos no Instituto de Física de Semicondutores, Novosibirsk, nossa pesquisa aponta na direção de uma nova geração de dispositivos eletrônicos baseados no spin. Para ambos os grupos no Brasil e na Rússia, alguns dos benefícios deste projeto são: a evolução no conhecimento da física fundamental relacionada, o desenvolvimento das técnicas de crescimento necessários para produzir novas estruturas como isolantes topológicas e a possível aplicação deste conhecimento e das suas consequências em futuros dispositivos. De forma complementar, a continuidade da colaboração entre as duas instituições deve permitir projetos futuros em comum e a troca de conhecimento e cultura. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.