Busca avançada
Ano de início
Entree

Resistência à fadiga cíclica dos sistemas recíprocos WaveOne® e Reciproc®

Processo: 12/24842-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2013 - 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Fabio Luiz Camargo Villela Berbert
Beneficiário:Fabio Luiz Camargo Villela Berbert
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Instrumentos endodônticos  Resistência dos materiais  Ensaios de fadiga 

Resumo

O objetivo do estudo será avaliar a resistência à fratura por fadiga de instrumentos de níquel-titânio submetidos ao ensaio dinâmico de flexão, comparando os sistemas recíprocos WaveOne e Reciproc, bem como a influência da variação na velocidade de penetração/tração sobre os dois tipos de instrumentos. Serão avaliados vinte instrumentos dos sistemas Reciproc (VDW) e Wave One (Dentsply-Maillefer), sendo estes os instrumentos R25, R40 e R50 do sistema Reciproc e Small File 21, Primary File 25 e Large File 40 do sistema Wave One, todos de 25 mm de comprimento. Todos os instrumentos serão submetidos ao ensaio de flexão por meio de um dispositivo elaborado especificamente para o estudo. O aparato para teste é composto por um canal artificial curvo, fabricado em aço inoxidável temperado e que apresenta 5 mm de raio e ângulo de curvatura de 45º, o qual deslocar-se-á axialmente ao instrumento em velocidade de 120 ou 160 deslocamentos por minuto. Os instrumentos serão acionados através da cinemática recíproca pelo motor elétrico Silver Reciproc (VDW). No contra ângulo deste motor serão acoplados os instrumentos dos sistemas citados, que serão introduzidos no canal artificial e ali serão acionados trabalhando livremente até sua fratura. O tempo até a fratura será registrado por um cronômetro e, a partir daí, será calculado o número de ciclos realizados pelos instrumentos até a fratura. A comparação do número ciclos realizados até a fratura será submetido à análise estatística após a realização do teste de normalidade da amostra. O nível de significância será de 5 %. (AU)