Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de materiais avançados baseados em sistemas multifuncionais de híbridos orgânicos-inorgânicos e nanoestruturas de carbono

Processo: 13/11545-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Peter Hammer
Beneficiário:Peter Hammer
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Bianca Machado Cerrutti ; Marina Magnani
Assunto(s):Materiais avançados  Materiais híbridos  Propriedades dos materiais  Nanotubos de carbono  Grafenos  Revestimento de superfícies  Corrosão dos materiais 

Resumo

As atividades aqui propostas envolvem duas linhas de pesquisa interligadas que focam no desenvolvimento e caracterização de materiais avançados à base de híbridos ogânicos-inorgânicos modificados por nanotubos de carbono e grafeno, e nanocompósitos carbono-cerâmicos em forma de nanoestruturas de carbono, zero e unidimensionais, crescidos sobre membranas de alumina mesoporosas (óxido de alumínio anodizado - AAO). O projeto visa correlacionar, em função dos condições de síntese, as características estruturais com as propriedades óticas, elétricas, térmicas, mecânicas e eletroquímicas dos nanocompósitos. As pesquisas especificas incluem: a) preparação catalítica de nanotubos e nanoesferas de carbono sobre membranas de alumina (AAO), utilizando deposição em fase gasosa, otimizando os processos de síntese e dopagem com nitrogênio em feedback com as características estruturais, eletrônicas, óticas e morfológicas do sistema; b) preparação sol-gel de híbridos orgânicos-inorgânicos contendo nanotubos de carbono funcionalizadas e de óxido de grafeno, utilizados para reforço mecânico da estrutura de híbridos à base de siloxano-PMMA (polimetacrilato de metila) aplicados em forma de revestimentos para proteção de superfícies metálicas contra corrosão ácida e salina. Nestas pesquisas as técnicas de espectroscopia de fotoelétron excitados por raios X e UV, espectroscopia Raman, ressonância magnética nuclear, além de microscopias de elétrons e de força atômica, terão papel central na caracterização das propriedades estruturais, eletrônicas e morfológicas dos nanocompósitos. As propriedades óticas, elétricas, térmicas, mecânicas e eletroquímicas serão estudadas utilizando as técnicas de espectroscopia UV-Vis, condutividade (Van der Pauw), termogravimétria, ensaios de compressão, testes de adesão e dureza, além de curvas de polarização e espectroscopia eletroquímica de impedância para avaliar a resistência à corrosão de longa duração dos revestimentos híbridos. (AU)