Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo longitudinal da via auditiva periférica e central em crianças e adolescentes com câncer submetidos à quimioterapia, atendidos no instituto de tratamento do câncer infantil (ITACI)

Processo: 16/00062-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2016 - 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Carla Gentile Matas
Beneficiário:Carla Gentile Matas
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/13946-8 - Estudo longitudinal da via auditiva periférica e central em crianças e adolescentes com câncer submetidos à quimioterapia, atendidos no instituto de tratamento do câncer infantil (ITACI), BP.TT
Assunto(s):Neoplasias  Crianças  Adolescentes  Audiologia  Quimioterapia 

Resumo

Existem mais de 100 tipos diferentes de doenças denominadas câncer, que apresentam em comum o crescimento desordenado de células anormais com potencial invasivo. O câncer pode ser tratado com drogas quimioterápicas as quais não diferenciam células normais e células cancerígenas, podendo ocasionar a ototoxicidade e a neurotoxicidade. Assim, o objetivo do presente estudo é implantar o Serviço de Audiologia e Eletrofisiologia da Audição no Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (ITACI) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, avaliando e monitorando a via auditiva periférica e central de crianças e adolescentes com câncer submetidos à quimioterapia durante o período mínimo de um ano de tratamento quimioterápico, e verificando a ocorrência de comprometimento auditivo periférico e central nesta população. Para tanto, será realizado um estudo clínico, longitudinal e prospectivo, em crianças e adolescentes com câncer, na faixa etária de 2 a 20 anos, submetidas à quimioterapia no ITACI. Participarão desta pesquisa crianças e adolescentes com câncer atendidas no ITACI no período entre abril de 2016 a abril de 2017, e que iniciarem a quimioterapia neste período, sendo que as mesmas serão monitoradas auditivamente por um período mínimo de um ano. Serão caracterizados o tipo de câncer, bem como o tipo e a dosagem do medicamento utilizado, com o objetivo de traçar um perfil da população participante desta pesquisa. Todas as crianças de 2 a 6 anos, serão submetidas à otoscopia, Medidas de Imitância Acústica, Audiometria Tonal (500Hz a 4000Hz e 8000Hz se possível), Logoaudiometria, EOAT, EOAPD, PEATE e PEALL (componentes P1, N1, P2, N2) antes do início do 1º ciclo de quimioterapia e entre os demais ciclos realizados. Pacientes entre 7 e 20 anos serão submetidos à otoscopia, Medidas de Imitância Acústica, Audiometria Tonal Liminar (250 a 8000 Hz), Audiometria de Altas Frequências (9000Hz a 20000 Hz), Logoaudiometria, EOAT, EOAPD, PEATE e PEALL (componentes P1, N1, P2, N2 e P300) antes do início do 1º ciclo de quimioterapia e entre os demais ciclos realizados. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.