Busca avançada
Ano de início
Entree

Processamento e caracterização de compósitos al - alfecrti

Processo: 03/05720-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de março de 2005
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Claudio Shyinti Kiminami
Beneficiário:Luiz Fernando Bonavina
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/01516-3 - Processamento de materiais envolvendo microestruturas fora-do-equilíbrio e determinação de suas propriedades, AP.TEM
Assunto(s):Conformação por spray   Solidificação rápida

Resumo

Ligas com microestruturas quasi-cristalinos apresentam propriedades mecânicas similares aos compostos intermetálicos e materiais cerâmicos, sendo extremamente frágeis à temperatura ambiente. Uma das aplicações potenciais explorando esses materiais quasi-cristalinos é a fabricação de compósitos. Recente literatura reporta o sucesso na fabricação de materiais de grande volume, tipo compósito: Al + Quasi-cristal + AI23Ti9 através de extrusão de pós atomizados contendo fases quasi-cristalinas icosaedral, onde a fase quasi-cristalina comporta-se como reforço numa matriz de alumínio. A proposta do trabalho de dissertação é investigar as perspectivas de produção de compósito de fases quasi-cristalinas icosaedral Al-Fe-Cr-Ti em matriz de alumínio através da conformação por spray e através de uma mistura de Alumínio com pó atomizado contendo fase quasi-cristalina através de fundição convencional. Para a rota por conformação por spray a liga AI93Fe3Cr2Ti2 será processada produzindo um depósito. Para a segunda rota, pós da liga AI84,2Fe7,0Cr6,3Ti2,5 serão atomizados e misturados ao alumínio fundido no vazamento em molde metálico. O depósito, assim como os pós atomizados e o fundido serão caracterizados microestruturalmente pela combinação de difratometria de raios-X, termo-análise, microscopia ótica e eletrônica. O depósito e o fundido serão caracterizados mecanicamente por ensaios de dureza e de compressão. (AU)