Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de sistemas integrados com células combustível

Processo: 05/59212-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Engenharia Térmica
Pesquisador responsável:Elisangela Martins Leal
Beneficiário:Elisangela Martins Leal
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/55375-2 - Caracterização de sistemas integrados com células combustível, AP.JP
Assunto(s):Termodinâmica   Análise experimental   Geração de energia   Eletroquímica   Hidrogênio

Resumo

Este projeto tem como finalidade de consolidar e montar uma infra-estrutura no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) para execução de testes de desempenho (experimental) em células combustível além de analisar termodinâmica e eletroquimicamente (teórico) a produção conjunta de eletricidade e hidrogênio em células de alta temperatura. O intuito será também de contribuir para a nucleação de um novo grupo de pesquisa em células combustível e disseminar os conceitos desta modalidade tecnológica de geração de energia, onde será possível a aplicação do dispositivo em áreas estratégicas, entre elas, a área espacial. Pretende-se também avaliar o desempenho dos dispositivos frente a novos materiais, utilizando-se de normas estabelecidas pela American Society of Mechanical Engineers (ASME) devido ao fato de que o Brasil ainda não possui um grupo de normas que padronize tais procedimentos. Além disso, pretende-se estruturar um software de modo a estudar a influência do posicionamento de um reformador em um sistema célula a combustível de alta temperatura (MCFC e SOFC) em diferentes posições no ciclo. O aumento de consciência quanto aos problemas de aquecimento global, a crescente demanda por combustíveis, os graves problemas de poluição dos grandes centros urbanos, e a crescente demanda de energia de eletrodos portáteis, levaram a um incremento na pesquisa de células combustível, e a cada dia estes dispositivos, com uso espacial e militar consagrados, têm maiores perspectivas de definitivamente entrarem nos mercados de geração de energia, transporte e eletrônica. (AU)