Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo e caracterização do espinélio zn4ni3sb2012 dopado com cobalto, cobre e nióbio

Processo: 00/09928-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2000
Vigência (Término): 31 de agosto de 2002
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Elson Longo da Silva
Beneficiário:Cristiane Vila
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Propriedades elétricas   Síntese química   Espinélio   Propriedades magnéticas   Método Pechini

Resumo

A necessidade em pesquisas de materiais cerâmicos com propriedades importantes para novas aplicações tecnológicas tem sido de grande relevância nos dias atuais. Na preparação do varistor de ZnO, Pianaro estudou a formação da fase espinélio Zn7Sb2O12. Esta fase é encontrada em todos os varistores de ZnO como uma fase minoritária e tem sido reportada como fase que aumenta a sinterização por intermédio da formação de uma fase liquida. Dai, surgiu o interesse de aprofundar o estudo, sintetizando essa fase dopada com níquel por método químico, acrescentando metais de transição, para aplicação em pigmentos cerâmicos e materiais eletrônicos. Neste trabalho, o Zn4Ni3Sb2O12 será dopado com cobalto, cobre e nióbio e preparado pelo método Pechini. Para uma melhor análise de como estes dopantes entram na estrutura e qual a ocupação do sitio que eles prioritariamente ocuparão, quando em sua dopagem no Zn4Ni3Sb2O12 será utilizado o método Rietveld nos resultados de difração de raios-x. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VILA, Cristiane. Estudo e caracterização do espinélio Zn4Ni3Sb2O12 dopado com cobalto, cobre e nióbio. 2002. 113 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.