Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e funcionalização de nanopartículas com oligonucleotídeos para aplicação como Genossensores no diagnóstico prematuro da hipertensão arterial

Processo: 10/14565-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Valtencir Zucolotto
Beneficiário:Thalita Verônica Calheiros Rolim
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Técnicas de diagnóstico molecular   Biotecnologia   Nanotecnologia

Resumo

A crescente prevalência de hipertensão arterial na população mundial e os riscos por ela apresentados nas doenças coronarianas eleva a importância dada ao seu controle. Sendo sua causa, freqüentemente, multifatorial, o tratamento da patologia é dificultado. Fatores ambientais associados à predisposição genética levam o indivíduo a apresentar índices pressóricos elevados de pressão arterial quando comparados a indivíduos que não apresentam tal predisposição. Identificar a predisposição genética seria ideal para brandear ou, até mesmo, evitar o desenvolvimento da patologia. Este pensamento não se aplica somente a hipertensão arterial, mas a qualquer patologia que apresente carga genética (mutações e polimorfismos), como o câncer, por exemplo. As nanopartículas estão cada vez mais associadas com biomoléculas e envolvidas em grandes aplicações numa área denominada de Nanomedicina. Como os diagnósticos biomoleculares são extensos e, ainda, praticamente inacessíveis, o presente projeto tem o intuito de complexar nanopartículas com oligonucleotídeos para obtenção de genossensores capazes de detectar alterações no material genético, mais especificamente, ao que leva à predisposição para a hipertensão arterial, pois já se sabe que polimorfismos relacionados com a enzima conversora de angiotensina I - ECA, enzima atuante na homeostase da pressão arterial, por meio do sistema renina-angiotensina, pode levar a hipertensão arterial. Assim, a medicina poderá implantar sua base preventiva em muitas patologias.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROLIM, THALITA; CANCINO, JULIANA; ZUCOLOTTO, VALTENCIR. A nanostructured genosensor for the early diagnosis of systemic arterial hypertension. BIOMEDICAL MICRODEVICES, v. 17, n. 1 FEB 2015. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.