Busca avançada
Ano de início
Entree

Navegador internet com reconhecimento e síntese de fala

Processo: 08/05012-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Luis Felipe Uebel
Beneficiário:Vanessa Marquiafável Serrani
Empresa:Luis Felipe Uebel - ME
Vinculado ao auxílio:05/59953-0 - Navegador internet com reconhecimento e síntese de fala, AP.PIPE
Assunto(s):Síntese de fala   Reconhecimento da fala   Processamento digital de sinais   Desenvolvimento de software   Interface usuário-computador   Inclusão social   Acessibilidade

Resumo

O objetivo da Fase II é o aperfeiçoamento e aumento de robustez da ferramenta desenvolvida no projeto denominado "Navegador Internet com Reconhecimento e Síntese de Fala". O reconhecimento de fala é utilizado como entrada de dados no controle do navegador de Internet com a pronúncia dos links contidos nas páginas visitadas e a síntese é usada na leitura dos links e textos presentes nas páginas. Com o objetivo de aumentar a quantidade de pessoas beneficiadas, na Fase II será incorporado um sistema de tradução por máquina de texto para a linguagem de sinais Libras. Desta forma, os três principais grupos de deficientes físicos serão beneficiados (visuais, motores e auditivos). O projeto tem como metas: 1) Propiciar uma interface natural aos usuários de computadores com o uso da fala como entrada de dados (reconhecimento) e obter um retorno audível de seus comandos (síntese); 2) Aumentar a produtividade e conforto dos usuários quando o computador é utilizado em aplicações móveis, superfícies instáveis (apoiados nas pernas) ou com pouco espaço; 3) Permitir aos usuários criar vozes customizadas para o sistema de síntese de fala, inclusive as suas próprias, utilizando-se da iteratividade que a Web 2.0 propicia e de transformadas discriminativas; 4) Promover a inclusão social e digital de portadores de deficiências físicas, principalmente deficientes visuais, auditivos e motores. Leis promulgadas nos últimos anos garantem cotas no mercado de trabalho, porém o mercado nacional de software carece de soluções completas. O projeto vem propiciar, de uma forma integrada, meios efetivos de promover a inclusão de portadores de deficiências no mercado de trabalho; 5) Diminuir os casos de lesão por esforço repetitivo (LER) causados pelo uso de teclado e mouse; 6) Permitir a inclusão social e digital de analfabetos funcionais; 7) Permitir a exportação da ferramenta com a adição de suporte ao idioma inglês. (AU)