Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de poliuretanos em unidade experimental de polimerização a partir de fontes renováveis

Processo: 10/07034-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Rubens Maciel Filho
Beneficiário:Evandro Stoffels Mallmann
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Biopolímeros   Óleos vegetais   Poliuretanos

Resumo

O mau funcionamento ou a perda de funções totais ou parciais de um órgão ou tecido, resultante de doenças ou traumas é, atualmente, um dos mais importantes e preocupantes problemas de saúde pública no mundo, atingindo um número muito significativo de pessoas. Em muitos casos, o transplante de tecido do próprio doente (autólogo) quando possível é o método preferencial. No entanto, muitas vezes são provocadas novas lesões no local de onde é removido o tecido para transplante, tornando-se, portanto, uma prática inviável. Nesses casos, a doação de órgãos e tecidos continua a ser a técnica mais utilizada para tratar/regenerar tecidos e/ou órgãos que tenham sido modificados por doenças ou acidentes. No entanto, esta prática apresenta sérias limitações devido à escassez de doadores, ao risco de transmissão de doenças e/ou rejeição imunológica. O elevado número de pessoas afetadas por estes problemas, bem como os consequentes custos sócio-econômicos, são fatores de impacto para o desenvolvimento de terapias alternativas para tratar a perda ou mau funcionamento dos tecidos ou órgãos. Por outro lado, o envelhecimento da população humana, verificado em inúmeros países e no Brasil (de acordo com o IBGE, a expectativa de vida do brasileiro aumentou entre 1980 e 2003 em 8,8%, atingindo 71,3 anos em 2003 e elevando-se significativamente a cada ano), torna necessário construir novos dispositivos de apoio que colaborem para uma melhor qualidade de vida dos pacientes. Estes são assuntos de preocupação internacional, sendo objeto de significativos trabalhos de pesquisa. Este projeto de pesquisa, vinculado ao Projeto Temático intitulado "Instituto Nacional de Ciência & Tecnologia em Biofabricação: Síntese de Biomateriais, Simulação e Processos - Biofabris" (Processo FAPESP n° 2008/57860-3) objetiva a produção de poliuretano em unidade experimental de polimerização a partir de fontes renováveis (óleo de mamona), que apresentem características de baixa toxicidade, biocompatibilidade e/ou biodegradabilidade adequadas para uso na biofabricação utilizando técnicas de Prototipagem Rápida. Os poliuretanos podem assumir uma variedade de formas, incluindo tubos ou componentes estruturais (scaffolds, próteses, etc.). Nas aplicações em que o poliuretano entra em contato íntimo com o tecido humano, a compatibilidade com esse tecido é essencial. Assim, certos tipos de poliuretanos, especialmente aqueles em que o componente do poliol é o óleo de rícino (óleo de mamona) ou outros polióis semelhante em estrutura e propriedades, podem ser utilizados para fornecer produtos biocompatíveis.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MALLMANN, Evandro Stoffels. Desenvolvimento de poliuretanos em unidade experimental de polimerização a partir de fontes renováveis. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Engenharia Química.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.