Busca avançada
Ano de início
Entree

José Feliciano de Castilho e a tradição clássica no Século XIX: versões da Farsália,de Lucano

Processo: 11/09829-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Clássicas
Pesquisador responsável:Brunno Vinicius Gonçalves Vieira
Beneficiário:Débora Cristina de Moraes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura latina

Resumo

Buscando contribuir com a pesquisa de traduções lusófonas dos clássicos greco-romanos e com a recepção desses textos em nossas letras, o presente projeto procura inventariar, estudar e divulgar a obra tradutória e os estudos sobre temas clássicos de José Feliciano de Castilho, um distinto luso-brasileiro que viveu no Rio de Janeiro de 1847 até sua morte em 1879. Ele possui uma obra vastíssima de filólogo, latinista e tradutor de latim, como bem testemunham as edições comentadas dos quinhentistas Fernão Mendes Pinto e João de Lucena, os estudos sobre a obra de Camões e Bocage, os comentários a Virgílio e Ovídio, além das traduções de excertos de Propércio, Virgílio, Marcial , Lucano e Sêneca. No âmbito da Iniciação Científica, o corpus será composto por versões portuguesas de Castilho José encontradas nos comentários que ele fez aos Amores (1858) e à Arte de Amar (1864), obras do poeta latino Ovídio vertidas por seu irmão Antônio Feliciano de Castilho. Nesses comentários, intitulados respectivamente de Grinalda Ovidiana e Grinalda da Arte de Amar, foram inseridas inúmeras traduções poéticas portuguesas de Literatura Latina. O trabalho consistirá, primeiramente, na tradução escolar (ou "de serviço") de textos latinos a partir do cânone elegido por Castilho José para seus comentários e, consecutivamente, na análise das suas traduções poéticas, de modo a proporcionar o aprimoramento nos conhecimentos de Língua Latina e, sob o ponto de vista da História da Tradução, elaborar um estudo das traduções de textos literários clássicos no séc. XIX. Assim, ao aliar a formação em Língua Latina e em história da tradução, esta proposta de Iniciação Científica procura levar o pesquisador iniciante a atentar para a importância da literatura da Antiguidade na constituição da tradição literária em Língua Portuguesa. No caso específico deste projeto estará em foco a transcrição e análise da tradução de um excerto do canto sexto da Pharsalia, de Lucano, presente na Grinalda Ovidiana que perfaz um total de 123 versos latinos traduzidos por 140 decassílabos portugueses.