Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade do sono em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil

Processo: 11/17605-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Simone Appenzeller
Beneficiário:Adriana Ferrari
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/02917-0 - Determinação de marcadores séricos e do líquor associados a alterações estruturais e funcionais do sistema nervoso central no lúpus eritematoso sistêmico, AP.JP
Assunto(s):Lúpus eritematoso sistêmico   Reumatologia

Resumo

O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença auto-imune que atinge predominantemente mulheres em idade fértil. Pode afetar diversos órgãos e levar o individuo a morte. Pacientes adultos e pediátricos com LES apresentam as mesmas características clinicas, apesar de em crianças ter um curso mais grave e agressivo da doença, e podem apresentar diferentes sinais e sintomas no inicio da doença. A qualidade do sono em pacientes com LES é muito pouco estudada, e possui extrema importância, visto que uma qualidade do sono ruim acarreta em distúrbios diurnos como fadiga e variação do humor. Os pacientes com LES são mais susceptíveis a fragmentação do sono, por fatores como a depressão, episódios noturnos de dor sem origem especifica, associados a sintomas neurodegenerativos, falta de ar, sudorese, palpitação e o uso de medicamentos como a prednisona. Através dos questionários Índex de qualidade do sono de Pittsburg avaliaremos a qualidade do sono dos pacientes, e a compararemos a controles sadios.