Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de vesículas gigantes de fosfolipídios para aplicação como sistemas miméticos de biomembranas

Processo: 12/01610-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Carlos José Leopoldo Constantino
Beneficiário:Pedro Henrique Benites Aoki
Supervisor no Exterior: Carlos Manuel Venâncio Marques Serra
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Local de pesquisa : Institut Charles Sadron (ICS), França  
Vinculado à bolsa:10/17965-0 - Sistemas bioinspirados aplicados no estudo de interação e sensoriamento de derivados xantênicos, BP.DR
Assunto(s):Fosfolipídeos   Biomembranas

Resumo

Vesículas gigantes são formadas basicamente por um entorno de apenas uma ou poucas bicamadas lipídicas, têm dimensões variando de 10 a 50 microns e têm se mostrado como um dos melhores modelos primários de células em termos de tamanho, composição de membrana e capacidade de encapsular moléculas biológicas. Estes temas são fortemente investigados pelo grupo do professor Carlos M. Marques, especialista em sistemas miméticos de biomembranas no Instituto Charles Sadron, Universidade de Strasbourg, França. Daí a motivação para o desenvolvimento deste estágio de pesquisa no exterior com o grupo do professor Marques, o que complementará os estudos de nosso grupo no que se refere a sistemas miméticos de biomembranas. Neste projeto a técnica de eletroformação será aplicada na fabricação de vesículas unilamelares gigantes (GUVs) de fosfolipídios. Em analogia às células naturais, compostas por vários fosfolipídios e moléculas como a de colesterol, também serão fabricadas GUVs a partir da mistura ternária de fosfolipídios e colesterol em diferentes proporções. As GUVs serão então aplicadas como sistema mimético de biomembrana em um estudo de interação com derivados xantênicos, além de analitos outros que sejam de interesse do grupo do professor Marques. As dimensões das GUVs permitem sua direta observação através de microscopias ópticas trazendo com maior nível de detalhes informações sobre possíveis interações com os analitos. Assim, microscopias ópticas confocais, de contraste de fase e fluorescência serão então utilizadas como instrumento de análise. A idéia é adicionar os analitos ao meio exterior das vesículas e analisar as possíveis modificações causadas na membrana fosfolipídica em função de sua interação. Este projeto está inserido no projeto de doutorado FAPESP 2010/17965-0 intitulado "Filmes Layer-by-Layer (LbL) e Langmuir-Blodgett (LB) de Fosfolipídios como Sistemas Miméticos Aplicados no Estudo de Interação e Sensoriamento de Derivados Xantênicos" e em desenvolvimento junto a UNESP de Presidente Prudente. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AOKI, P. H. B.; SCHRODER, A. P.; CONSTANTINO, C. J. L.; MARQUES, C. M. Bioadhesive giant vesicles for monitoring hydroperoxidation in lipid membranes. SOFT MATTER, v. 11, n. 30, p. 5995-5998, 2015. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.