Busca avançada
Ano de início
Entree

Quasares como traçadores da estrutura em larga escala: bias e ambiente

Processo: 12/23400-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 02 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física
Pesquisador responsável:Luis Raul Weber Abramo
Beneficiário:Lucas Frozza Secco
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/00800-4 - O universo em 3-D: astrofísica com grandes levantamentos de galáxias, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):14/17430-0 - Estimadores de espectro de potência de múltiplos traçadores das estruturas em grandes escalas, BE.EP.MS
Assunto(s):Cosmologia física   Quasares

Resumo

Quasares são os objetos mais luminosos do universo na região óptica do espetro, e podem ser encontrados nos centros dos halos mais massivos e seus bias são fortemente dependentes do redshif. Além disso, o pico da função de luminosidade dos quasares é em torno de z aproximadamente igual a 2. Estes fatos, juntos, indicam que os quasares tem um grande potencial para mapear a estrutura em larga escala, especialmente para grandes valores de redshift e para as escalas maiores. Há agora uma possibilidade concreta de mapear um grande número de quasares, em uma extensa área, com o survey óptico de bandas estreitas J-PAS. Com este projeto, gostaríamos de caracterizar dois pontos que são de importância crucial para a utilização de quasares como traçadores da estrutura em larga escala e, potencialmente, como medidores das oscilações acústicas de bárions. Eles são: A. Como modelar corretamente o bias, e se existe ou não uma forte dependência na escala do bias dos quasares (especialmente a altos redshifts). Esta questão está relacionada com o problema dos ambientes onde os quasares são encontrados, e se a evolução destes ambientes afetam ou não a estatística dos quasares com respeito às flutuações de densidade de matéria. B. Como levar em consideração problemas relacionados ao ruído. Para estudar estes tópicos, planejamos utilizar dados (SDSS e zCOSMOS) e também simulações. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SECCO, Lucas Frozza. Estimadores do espectro de potência em levantamentos de galáxias. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Física São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.