Busca avançada
Ano de início
Entree

Resolução de problemas e linguagem em EJA

Processo: 12/21461-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:José Carlos Miguel
Beneficiário:Otilia Nair Obst
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Educação matemática   Resolução de problemas   Educação de jovens e adultos

Resumo

A presente investigação objetiva analisar o desempenho dos educandos jovens e adultos no processo de apropriação de conceitos básicos de Matemática e suas relações com a apropriação da linguagem oral e escrita, tendo como base os registros e resoluções de situações matemáticas desenvolvidos em sala de aula pela educadora da turma. Caracteriza-se como pesquisa qualitativa e será desenvolvida por meio da metodologia da pesquisa-ação, envolvendo como sujeitos os educandos dos Termos I e II do ensino fundamental, da modalidade de ensino da educação de jovens e adultos (EJA) de uma escola pública de uma cidade do interior paulista. A fundamentação teórica do estudo, a geração e a análise dos dados baseiam-se na perspectiva da Teoria Histórico-Cultural que concebe o homem como sujeito histórico, social, político e cultural resultando das relações humanas estabelecidas em seu entorno, bem como na concepção de linguagem como enunciação discursiva e instrumento de interação dialógica dos sujeitos em sociedade. Compreende-se que como ser histórico o homem é um ser cultural e que em uma sociedade desigual há uma cultura dominante que, seja por imposição simbólica difusa, seja por agenciamento ideológico motivado, impregna o modo de vida das classes subalternas, as formas e expressões de sua cultura: modos de viver, sentir, pensar e expressar a vida com uma lógica própria, cognitiva e valorativa de significar o real. Assim, compreender a Matemática como linguagem fundamental para a constituição do pensamento teórico como uma totalidade é perspectiva que se abre para o necessário processo de negociação de significados e produção de sentidos de aprendizagem. Implica em pensar a educação como cultura. Cultura tomada como a possibilidade de unificação da ação implícita nas relações sociais e a representação traduzida nos esquemas simbólicos que ordenam a ação social, definindo-a como possível, recoberta de significados e comunicável.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OBST, Otilia Nair. Resolução de problemas e linguagem em EJA. 2015. 119 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Filosofia e Ciências..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.