Busca avançada
Ano de início
Entree

A relação entre o regulador transcricional RpoS com a virulência e competência nutricional de Escherichia coli enteropatogênica

Processo: 13/01014-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Beny Spira
Beneficiário:Gardênia Márcia Silva Campos Mata
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Genética microbiana   Estresse ambiental   Virulência

Resumo

Escherichia coli enteropatogênica (EPEC) é uma linhagem de E. coli que adquiriu genes de virulência por transferência horizontal. Estes genes permitem à bactéria colonizar outros nichos e em consequência, causar enfermidades. O processo de colonização de EPEC na mucosa intestinal está associado a diferentes condições estressantes, tais como o baixo pH do estômago e a presença de enzimas digestivas. Neste contexto, o fator sigma S (RpoS) exerce uma função importante na adaptação bacteriana a este habitat. Porém, a resistência a estresses, proporcionada por elevadas concentrações de RpoS, tem um preço, que é caracterizado pela perda de fitness (capacidade de competição com outros microrganismos) em ambientes que contem baixas concentrações de nutrientes. Ou seja, há um trade-off (conflito de escolha), em que bactérias resistentes a estresses são menos capazes de absorver nutrientes do meio e vice-versa. Por esta razão, isolados naturais de E. coli apresentam diferentes concentrações intrínsecas de RpoS. Esta diversidade se faz presente seja pelo polimorfismo no gene rpoS, que tende a apresentar alta porcentagem de mutações nulas ou atenuadoras, ou nas diversas proteínas e microRNAs que regulam a expressão de rpoS. O polimorfismo de rpoS e variações em seu nível de expressão têm implicações profundas sobre o metabolismo geral de bactérias, uma vez que a alocação da RNA polimerase será determinada em grande parte pelo tipo polimórfico e nível de expressão deste fator sigma. Não é, portanto, de se estranhar que RpoS influencie também a expressão de genes de virulência. Diante disso, esta proposta tem como objetivo avaliar o envolvimento de RpoS com os mecanismos de virulência de EPEC.