Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do funcionamento do solo usando índices qualitativos e quantitativos em sistemas agroextrativistas da Amazônia Oriental

Processo: 13/02481-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Miguel Cooper
Beneficiário:Laura Fernanda Simoes da Silva
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Agricultura familiar   Micromorfologia do solo

Resumo

A agricultura familiar tem sido apontada como uma das grandes modificadoras da cobertura vegetal amazônica. Embora os pequenos agricultores sejam responsáveis por apenas 30% do desmatamento, a intensidade das práticas nas áreas ocupadas por estes, é maior que a dos grandes produtores. Esse avanço gradativo no desmatamento tem preocupado o poder público e a comunidade científica em geral, no sentido de mensurar os impactos gerados, sobretudo no compartimento solo, e de propor alternativas de uso, manejo e recuperação desses ecossistemas. Contudo, na Amazônia, poucos estudos têm dado ênfase à avaliação de índices de qualidade física-hídricos do solo principalmente em áreas de agricultura familiar. Neste contexto, este estudo tem como objetivo caracterizar qualitativa e quantitativamente o funcionamento do solo sob vegetação nativa e pastagens numa área de agricultura familiar da Amazônia Oriental cujos atributos serão utilizados no uso e desenvolvimento de índices de qualidade físico-hídricos do solo para a avaliação do estado de degradação/recuperação dos solos em estudo. A pesquisa será desenvolvida no Assentamento Agroextrativista Praialta Piranheira, o qual está situado no município de Nova Ipixuna, no Estado do Pará. Serão escolhidas toposseqüências de características semelhantes de solo, material de origem e relevo, nas seguintes situações: floresta primária preservada, e pastagem manejada sem queima. Nas toposseqüências escolhidas serão abertas trincheiras nos principais tipos de solos encontrados e nestas realizar-se-ão as descrições morfológicas. Os solos serão amostrados por horizonte em cada trincheira e será realizada uma amostragem mais detalhada nas profundidades 0-0,05, 0,05-0,10, 0,10-0,20, 0,20-0,40 e 0,40-0,60 m, para melhor caracterizar os atributos do solo afetados pelos processos de degradação e/ou recuperação dos mesmos. Nesta amostragem serão coletadas amostras deformadas e indeformadas para a realização de análises químicas e físicas de rotina, assim como a determinação das curvas características de retenção de água no solo, análises micromorfológicas e micromorfométricas 2D , estabilidade estrutural e índices qualitativos e quantitativos da qualidade físico-hídricos do solo. Espera-se que o conhecimento detalhado do funcionamento dos solos sob diferentes sistemas de uso característicos da região da Amazônia Oriental permita caracterizar a dinâmica dos sistemas locais e dessa forma selecionar e desenvolver índices da qualidade do solo. A seleção e desenvolvimento de índices da qualidade físico-hídrica do solo adaptados às condições locais tem o propósito de auxiliar na identificação e mensuração do nível de degradação e/ou recuperação do mesmo, para que sejam direcionadas ações de manejo relacionadas ao uso sustentável do recurso solo em áreas de agricultura familiar.