Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e implementação de procedimentos de pesquisa em geografia do comércio: delimitação, intensidade e especialização de áreas comerciais. análises a partir de Londrina (PR), Presidente Prudente (SP) e Ribeirão Preto (SP)

Processo: 12/24530-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Arthur Magon Whitacker
Beneficiário:Talita Lopes Ruano
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/20155-3 - Lógicas econômicas e práticas espaciais contemporâneas: cidades médias e consumo, AP.TEM
Assunto(s):Cidades médias   Produção do espaço urbano   Geografia urbana

Resumo

Esta proposta de pesquisa, associada ao Projeto Temático Fapesp "Lógicas econômicas e práticas espaciais contemporâneas: cidades médias e consumo" tem como meta contribuir para os estudos sobre a reestruturação da cidade, tomando-se como referência o consumo, que será avaliado segundo o seguinte plano analítico: o entendimento de que as novas lógicas de localização das empresas, desenvolvidas como estratégias dos agentes econômicos, orientadas pela ampliação e pela diversificação do consumo, reorientam o processo de estruturação dos espaços urbanos, podendo-se reconhecer uma reestruturação das cidades, expressando uma nova divisão econômica e social do espaço, que será enfocada pelas mudanças na quantidade e no conteúdo das áreas centrais na cidade (centros, subcentros, eixos especializados, por exemplo).O objetivo específico desta pesquisa de iniciação científica, considerando-se a meta central e os planos analíticos acima descritos, compreende analisar procedimentos de investigação para delimitação de áreas comerciais varejistas e serviços e para definição da centralidade exercida por estas áreas.Este projeto também se justifica pela pouca comparação que há entre as pesquisas consideradas clássicas, definidoras de padrões de uso do solo e tipologias atinentes a áreas centrais, e os conteúdos atuais destas, se tomarmos os diferentes estudos desenvolvidos na literatura recente como exemplo. Essa característica, por vezes, implica, também, em imprecisão conceitual. Com esta investigação, assim, pretendemos aplicar metodologias estabelecidas por J. A. Sporker, B. Merénne-Schoumaker e R. E. Murphy & J. E. Vance Jr. para a delimitação, intensidade e especificação de áreas centrais, avaliá-las criticamente, no que concerne a realidade atual e brasileira, e compará-la às delimitações estabelecidas pelo zoneamento urbano e/ou pelos planos diretores. Com isso, teremos uma base empírica para desenvolvimento de análises ulteriores sobre a reestruturação da cidade e de identificação de estruturas urbanas complexas e policêntricas. As cidades pesquisadas pelo projeto maior são: no Estado de São Paulo: Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Carlos e São José do Rio Preto; no Estado do Paraná, mas submetida a uma mesma lógica de reprodução do capital, Londrina. Três destas cidades possuem estruturas urbanas e dinâmicas econômicas, além do tamanho demográfico, maiores (Londrina, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto) e as outras três, comparativamente, estariam num patamar inferior.Nesta investigação de iniciação científica, em específico, analisaremos as cidades de Londrina (PR), Presidente Prudente (SP) e Ribeirão Preto (SP), considerando que as demais são objeto de outro projeto de iniciação científica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.