Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspirado de medula óssea associado ao enxerto de osso autógeno e à terapia com laser em baixa intensidade no reparo ósseo. estudo histomorfométrico em calvária de ratos

Processo: 14/08998-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Maria José Hitomi Nagata
Beneficiário:Nayara Yuri Hano
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco   Enxerto ósseo   Laser   Transplante ósseo   Regeneração óssea

Resumo

O propósito deste estudo é avaliar, histomorfometricamente, a influência do aspirado de medula óssea (AMO) associado ao enxerto de osso autógeno (OA) e à terapia com laser em baixa intensidade (LLLT) no reparo ósseo de defeitos de tamanho crítico (DTC), criados cirurgicamente em calvárias de ratos. 30 ratos serão aleatoriamente divididos em 3 grupos: C (controle), AMO/LLLT e AMO/OA/LLLT. Um DTC de 5 mm de diâmetro será criado na calvária de cada animal. Os animais de cada grupo receberão os seguintes tratamentos: C - o defeito será preenchido com coágulo sanguíneo somente; AMO/LLLT - o defeito receberá aplicação da LLLT, será preenchido com AMO e irradiado novamente; AMO/OA/LLLT - o defeito receberá aplicação da LLLT, será preenchido com enxerto de OA associado com AMO e irradiado novamente. A LLLT será realizada com laser de InGaAlP. Os animais serão submetidos à eutanásia aos 30 dias pós-operatórios. A área de osso neformado será calculada como porcentagem da área total do defeito original na análise histomorfométrica. Os dados serão analisados estatisticamente.