Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de genótipos de feijoeiro comum resistentes à mancha angular por meio de avaliação das reações de incompatibilidade e marcadores moleculares

Processo: 14/19967-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Luciana Lasry Benchimol-Reis
Beneficiário:Natalia Arruda
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Melhoramento genético vegetal   Feijoeiro   Diversidade genética   Banco de sementes   Marcador molecular   Resistência à doença   Fungos fitopatogênicos

Resumo

O feijoeiro comum é uma das leguminosas mais cultivadas no mundo, destacando-se como a principal fonte de proteínas e calorias para populações, principalmente rurais, da África e das Américas. Por ser uma espécie cultivada durante todo o ano, esta cultura está vulnerável ao ataque de fungos patogênicos, destacando-se entre eles o Pseudocercospora griseola (Sacc.) Crous&Braun, agente causal da mancha angular, doença muito importantes do feijoeiro comum. O patógeno apresenta ampla variabilidade genética, proporcionando quebras constantes na resistência de cultivares comerciais. A caracterização fenotípica e molecular dos potenciais genitores a serem intercruzados é etapa fundamental na seleção assistida por marcadores moleculares que vise resistência a doenças. De acordo com estudos recentes de nosso grupo de pesquisa, esta doença mostra padrão quantitativo de resistência genética e vários QTLs estão associados ao perfil de resistência. Alguns marcadores moleculares do tipo SCARs e SSRs foram ligados aos picos dos principais QTLs e podem ser utilizados para seleção indireta da resistência em outros genótipos. O objetivo deste projeto é a caracterização fenotípica e molecular de 85 genótipos de feijão de grãos do tipo carioca incluindo os genitores do programa de retrocruzamentos visando à seleção assistida por marcadores moleculares (Auxílio FAPESP no 2014/11145-2), quanto à resistência a patótipos de P. griseola e à presença dos respectivos marcadores ligados aos alelos de resistência. Algumas cultivares que se mostraram resistentes aos patótipos testados poderão ser utilizadas como fontes de genes mais adaptados, na tentativa de se desenvolver cultivares com resistência múltipla a essa doença em menor período, em comparação ao uso de fontes de resistência exóticas. (AU)