Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise das observações simultâneas das irregularidades ionosféricas com diferentes tamanhos de escala

Processo: 14/19588-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Marcio Tadeu de Assis Honorato Muella
Beneficiário:Pâmela Rita Pereira Meibach Rosa
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Aeronomia   Conteúdo eletrônico total   Sistemas de navegação global por satélite

Resumo

Durante o último período de mínimo na atividade solar (2008-2010) o grupo de Física Espacial do Laboratório de Física e Astronomia da UNIVAP realizou monitoramento ionosférico por meio de diferentes instrumentos de observação, instalados numa rede de observatórios localizados no setor brasileiro. A partir dos registros nos dados destes instrumentos é possível identificar a assinatura das irregularidades presentes no plasma ionosférico. As irregularidades de maior interesse nestas observações são aquelas tipicamente noturnas e que aparecem na camada superior da ionosfera. A instabilidade colisional Rayleigh-Taylor é o mecanismo mais aceito para explicar a geração dessas irregularidades na base da região F da ionosfera. No entanto, atribui-se a uma hierarquia de outros mecanismos secundários a presença no plasma de irregularidades com diferentes tamanhos de escala. Denomina-se bolha de plasma as irregularidades de larga escala observadas por alguns dos instrumentos de observação. Essas bolhas de plasma ocorrem devido ao desenvolvimento não linear das irregularidades ionosféricas. Na região das bordas das bolhas os gradientes de densidade do plasma são mais intensos, e durante a sua fase de desenvolvimento estes gradientes tornam-se instáveis sob a ação dos processos secundários de instabilidade, favorecendo assim o surgimento de irregularidades menores. Neste trabalho de iniciação científica a proposta é analisar dados de observação simultânea das irregularidades ionosféricas conduzidas por diferentes instrumentos e técnicas de medição durante o último mínimo na atividade solar. Como os equipamentos fornecem parâmetros distintos que registram as assinaturas das irregularidades com diferentes tamanhos de escala, o objetivo do presente estudo é investigar as características morfológicas e as propriedades físicas que norteiam a coexistência dessas irregularidades, durante um período de atividade do Sol em que a sua ocorrência tende a se tornar mais reduzida. O tópico deste estudo é de grande interesse da comunidade envolvida em pesquisas sobre o clima espacial da ionosfera. Ao longo do texto deste projeto serão apresentados os objetivos, as justificativas, a infraestrutura para condução do estudo, a metodologia e o plano de atividades para os 12 meses de atividades de iniciação científica.