Busca avançada
Ano de início
Entree

Avanços e novas perspectivas em revisão de crenças paraconsistente

Processo: 14/22119-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Lógica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcelo Esteban Coniglio
Beneficiário:Rafael Rodrigues Testa
Instituição-sede: Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/10836-0 - Revisão de crenças paraconsistente: modelos construtivos e novas operações, BE.EP.PD
Assunto(s):Lógica paraconsistente   Lógicas não clássicas

Resumo

O presente projeto pretende continuar o trabalho desenvolvido pelo candidato sob orientação do Professor Dr. Marcelo Esteban Coniglio (IFCH e CLE-Unicamp) e participação do Prof. Dr. Márcio Moretto Ribeiro (EACH-USP), financiado pelo CNPq e inserido no contexto do Projeto Temático FAPESP LogCons (processo 2010/51038-0). No referido trabalho focamo-nos na construção de sistemas de Revisão de Crenças Paraconsistentes, isto é, construídos sobre uma lógica da inconsistência formal (LFI, da sigla em inglês). Nossa proposta foi desenvolver as consequências formais de se assumir a possibilidade de teorias fechadas contraditórias porém não triviais e qual o papel do operador de consistência na dinâmica de tais teorias. Os frutos do trabalho anterior, além de apresentações em seminários e congressos nacionais e internacional, foi a tese de doutorado defendida com sucesso em junho deste ano, bem como de artigos em fase final de elaboração. O tema do doutorado será mantido porém expandiremos nosso arcabouço formal, tendo por base principalmente os recentes avanços das LFIS, bem como aprofundaremos as consequências lógico-filosóficas da oposição levantada na tese entre minimalidade e não-contradição além da distinção entre os conceitos de coerência e consistência e como tal possivelmente afeta a teoria coerentista da justificativa epistêmica. Além de manter a vinculação com o grupo de Lógica Teórica e Aplicada (GTAL) do CLE (sob o temático FAPESP já citado) contaremos com a participação do candidato no grupo do Laboratório de Lógica, Inteligência Artificial e Métodos Formais (LIAMF) do IME-USP, sob responsabilidade da Profa. Dra. Renata Wassermann. (AU)