Busca avançada
Ano de início
Entree

Corpos nas arquibancadas: a arenização e a prática torcedora no Allianz Parque

Processo: 15/07348-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:José Guilherme Cantor Magnani
Beneficiário:Oliver van Sluys Menck
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Lazer   Corpo

Resumo

A pesquisa enfoca a questão do corpo do torcedor de futebol. Esse corpo tem sua ação influenciada, de um lado, pelas normas institucionais que regem o espaço do estádio, locus privilegiado do torcer, e, de outro, pelas práticas estabelecidas na organização do torcer, onde as torcidas organizadas desempenham um papel central. Ambas essas formas de agenciamento dos corpos no espaço se relacionam e sobrepõe nas arquibancadas do estádio.A torcida organizada Mancha Verde será o objeto da etnografia a ser realizada dentro do contexto da adaptação necessária ao espaço do recém-inaugurado Allianz Parque. A mais nova arena esportiva da cidade de São Paulo é um exemplo do processo de arenização do futebol brasileiro que traz consigo uma série de mudanças diretamente relacionadas ao que pode ser chamado de modernização do futebol, a corporalidade do torcedor é um dos âmbitos onde se expressam estas mudanças.