Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo multicêntrico sobre o acesso ao tratamento com CPAP em pacientes com apneia do sono em diferentes cidades da América Latina

Processo: 15/11126-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Lia Rita Azeredo Bittencourt
Beneficiário:Beatriz Chao Calixto de Jesus
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Apneia do sono   Tratamento   Medicina do sono   Sono

Resumo

INTRODUÇÃO: A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é altamente prevalente. Pacientes com esta condição possuem características como ronco, pausas respiratórias e sono excessivo diurno. Sinais físicos como obesidade, pescoço alargado, mandíbula e maxila pequena ou retrognata e uma via aérea estreitada sugerem o diagnóstico de SAOS, que é confirmado por polissonografia. Após o diagnóstico, o paciente possui algumas opções de tratamento, incluindo perda de peso, cirurgia das vias aéreas e aparelhos intraorais. Porém, o tratamento mais indicado é o uso do CPAP (Continuous Positive Airway Pressure). Visto que a adesão ao regime de tratamento pode ser difícil, o paciente deve ser monitorado de perto durante esse período.JUSTIFICATIVA: O projeto faz parte do primeiro estudo multicêntrico e multinacional na América Latina para avaliar a acessibilidade e adesão ao tratamento com CPAP em pacientes com apneia obstrutiva do sono, além de avaliar a influência de diferentes fatores como possíveis barreiras ao tratamento.OBJETIVOS: A finalidade do projeto multicêntrico é avaliar a acessibilidade e a adesão ao tratamento com CPAP em pacientes com apneia obstrutiva do sono atendidos em diferentes cidades da América Latina e, neste projeto especificamente, em pacientes atendidos no Instituto do Sono de São Paulo/ AFIP. Para tanto, visa-se determinar a proporção de pacientes que tiveram acesso ao CPAP até doze meses após o diagnóstico de SAOS, verificar as dificuldades enfrentadas para iniciar e manter a terapia e definir uma taxa de adesão dos pacientes que tiveram acesso à terapia.MATERIAL E MÉTODOS: Será realizado um estudo transversal, descritivo, multicêntrico e multinacional e, neste projeto, nos pacientes do Instituto do Sono de São Paulo/AFIP, com abordagem qualitativa e quantitativa. A coleta de dados será feita por meio de um questionário telefônico dirigido a pacientes com índice de apneia e hipopneia (IAH) maior ou igual a 15 eventos/hora, detectado em polissonografia realizada entre 12 a 18 meses antes da data de recrutamento, selecionados pelo banco de dados de cada centro participante; no caso desse projeto, o do Instituto do Sono de São Paulo/ AFIP. As respostas obtidas serão armazenadas em um banco de dados e utilizadas para determinar a proporção de pacientes que iniciaram o tratamento com CPAP, a taxa de uso de CPAP na população sob tratamento, as possíveis causas de descumprimento ao tratamento, se houve implementação de tratamentos alternativos, o tipo de atendimento médico de cada paciente (público ou privado) e a instituição/cidade de referência. Finalmente, os resultados serão tratados estatisticamente por meio dos testes t de Student, do qui-quadrado e da regressão logística múltipla.