Busca avançada
Ano de início
Entree

Comunicação política e discurso: questões analíticas

Processo: 15/21085-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Roberto Leiser Baronas
Beneficiário:Michelle Melo Martins
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Comunicação verbal   Eleições (processo político)   Ideologia política   Competência discursiva   Compreensão verbal   Variação linguística   Arquivos permanentes   Análise do discurso

Resumo

Neste projeto de iniciação científica, com base na proposta de uma análise discursiva da comunicação, concebida por Alice Krieg-Planque (2006; 2009 e 2011) e na teoria das frases sem texto, perscrutada por Dominique Maingueneau (2010; 2011; 2012 e 2014),buscamos compreender o funcionamento discursivo da comunicação política brasileira. Para tanto, frequentamos um arquivo constituído por um conjunto de matérias; posts; iconotextos e jingles de campanha, que dizem as eleições presidenciais brasileiras, noperíodo de abril a outubro de 2014 e que foram dados a circular no jornal Folha de S.Paulo; na Revista Carta Capital e Revista Veja e referem-se aos três principais candidatos a presidente do Brasil: Dilma Rousseff; Aécio Neves e Eduardo Campos. Num primeiro momento, procurando compreender a comunicação política de um ponto de vista discursivo, mobilizamos bases linguísticas e discursivas, por intermédio das quais são postas à luz a capacidade dos enunciados de serem destacados e entrarem em circulação nas diferentes plataformas midiáticas eleitas para a análise. Num segundo momento, após elencarmos as pequenas frases com maior circulação nos textos e plataformas eleitas, perseguindo seus diferentes percursos de retomada ou transformação, discorremos sobre as características linguístico-discursivas que favoreceram a retomada, a transformação e a circulação dessas pequenas frases destacadas em diferentes ambientes. Em conclusão, por um lado, refletimos acerca da tensão ideológica, que se estabelece entre os textos outros que circulam no interdiscurso e as pequenas frases que foram postas a circular nos diversos ambientes midiáticos selecionados, e, por outro, refletimos sobre os quadros de restrição e de fonte sócio históricos que exercem sobre os enunciados de curta extensão selecionados uma pressão forte e, por último, discutimos os diferentes acontecimentos discursivos que foram engendrados pelas retomadas, transformação e circulação dessas pequenas frases durante as eleições presidenciais brasileiras.