Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação longitudinal 3D dos arcos dentários de pacientes com fissura labiopalatina unilateral

Processo: 16/07631-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 24 de agosto de 2016
Vigência (Término): 23 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Thais Marchini de Oliveira Valarelli
Beneficiário:Eloá Cristina Passucci Ambrosio
Supervisor no Exterior: Chiarella Sforza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : Università degli Studi di Milano, Itália  
Vinculado à bolsa:15/15586-6 - Avaliação longitudinal 3D dos arcos dentários de pacientes com fissura labiopalatina unilateral, BP.MS
Assunto(s):Arco dental   Fissura palatina   Fenda labial   Modelos dentários   Imagem tridimensional

Resumo

O propósito deste trabalho será uma avaliação longitudinal das alterações das dimensões dos arcos dentários de crianças com fissura labiopalatina, antes e após as cirurgias plásticas primárias. A amostra será composta por 150 modelos dentários digitais, referente a 60 crianças, de ambos os gêneros e idade entre 3 a 36 meses, divididas em 2 grupos: pacientes com fissura labiopalatina completa de lábio unilateral (Grupo 1) e completa de lábio e palato unilateral (Grupo 2), obtidos nas fases de pré-queiloplastia (Fase 1), pré-palatoplastia (Fase 2), 1 ano pós-palatoplastia (Fase 3). Os modelos dentários serão escaneados por meio do Scanner 3Shape's R700TM e as medidas serão realizadas pelo software do sistema de estereofotogrametria na Università degli Studi di Milano, Itália. Serão obtidas medidas lineares: distância intercanino, distância intertuberosidade, comprimento anterior e comprimento total do arco dentário, e a área dos arcos dentários. Um avaliador previamente calibrado e treinado realizará as análises. Será aplicado o Teste t pareado e a fórmula de Dalbergh para avaliar o erro do método. O Teste t independente e a Análise de Variância, seguida do Teste de Tukey, para verificar as alterações ocorridas entre os grupos. Será adotado nível de significância de 5% para que as diferenças sejam consideradas estatisticamente significativas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.