Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos terapêuticos do quiabo e/ou treinamento físico em animais com síndrome metabólica

Processo: 16/13099-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Alessandra Medeiros
Beneficiário:Ana Carolina Cardoso dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome metabólica   Modelo experimental   Quiabo

Resumo

A síndrome metabólica (SM) é um transtorno complexo descrito por um grupo de fatores de risco cardiovasculares. O treinamento físico aeróbico (TF) tem a capacidade de atenuar/melhorar alguns dos fatores de risco da SM. Por outro lado, o quiabo é um alimento que há pouco tempo foi identificado como hipoglicemiante e antioxidante, podendo colaborar com a homeostase energética em modelos experimentais de SM. No entanto, o efeito de ambas as estratégias (quiabo e TF), utilizadas em conjunto para o tratamento da SM ainda não foram esclarecidos. Objetivo: Analisar os efeitos do TF e/ou quiabo no tratamento da SM. Materiais e métodos: 50 ratos Wistar serão divididos em 5 grupos experimentais: 1 grupo que receberá dieta padrão durante todo o protocolo experimental (CTL) e 4 grupos que receberão dieta hipercalórica para o desenvolvimento da SM (HFFD) durante 13 semanas e, após indução da SM, um grupo continuará recebendo apenas a dieta hipercalórica (HFFD), outro grupos receberá quiabo e será mantido sedentário (Quiabo+HFFD), outro grupo receberá placebo e será submetido ao TF (HFFD+TF) e também teremos o grupo que receberá quiabo e será submetido ao TF (HFFD+Quiabo+TF). O quiabo será administrado por gavagem e o TF será realizado em esteira rolante, 1h por dia, 5x por semana, em intensidade moderada, durante 6 semanas. Serão investigados semanalmente, glicemia, colesterol total, massa corporal, triacilglicerol e pressão arterial caudal. Será realizada gaiola metabólica na 13a e 19a semana do protocolo experimental para quantificação de consumo de água e ração e excreção de urina e fezes.