Busca avançada
Ano de início
Entree

Enteropatógenos bacterianos associados à doença diarréica aguda em crianças com e sem diarreia na região de abrangência do Centro de Laboratório Regional - Instituto Adolfo Lutz (CLR - IAL) de Santo André VIII, São Paulo

Processo: 16/17195-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Maria Cecília Cergole Novella
Beneficiário:Cintia Mayumi Ahagon
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/21617-6 - Enteropatógenos bacterianos associados à doença diarreica aguda em crianças com e sem diarreia na região de abrangência do Centro de Laboratório Regional - Instituto Adolfo Lutz (CLR - IAL) de Santo André VIII, São Paulo, AP.R
Assunto(s):Bacteriologia   Enterobacteriaceae   Técnicas microbiológicas   Diarreia   Vigilância epidemiológica

Resumo

As infecções causadas por enteropatógenos como E. coli O157:H7 e não O157, Salmonella, Shigella e Campylobacter tornaram-se um importante problema em Saúde Pública e estão associadas a um amplo espectro de doenças que compreende desde diarreias brandas ou mesmo inaparentes, até quadros clínicos extremamente graves e exacerbados como a colite hemorrágica e a síndrome hemolítico-urêmica. Mais de 4 milhões de crianças no mundo, com menos de 5 anos de idade vão a óbito, devido à diarreia infecciosa aguda. No Brasil, mais de 600 mil internações por ano ocorrem devido à diarreia, causando quase 8 mil mortes, o que representa uma perda econômica significativa para o país e um importante prejuízo à saúde da população. Os enteropatógenos são transmitidos ao homem principalmente através de alimentos e água contaminados direto ou indiretamente com material fecal. A transmissão direta fecal-oral é frequente em ambientes institucionais, tais como, creches, hospitais, presídios e abrigos de idosos. Quanto mais precárias as condições higiênicas da comunidade, maior a incidência da doença diarréica aguda.Tendo em vista a inexistência de dados sobre a ocorrência de diarreia infantil, da prevalência de enteropatógenos na região de abrangência do Centro de Laboratório Regional do Instituto Adolfo Lutz de Santo André VIII (CLR-IAL Santo André) e devido à emergência de amostras bacterianas resistentes a antimicrobianos como importantes agentes de infecções humanas este projeto tem como objetivo verificar a taxa de prevalência de enteropatógenos bacterianos em amostras biológicas de 500 crianças com menos de 5 anos de idade, que apresentarem diarréia aguda (caso) ou não (controle) no mesmo ambiente de convívio. A identificação bacteriana será realizada tanto por metodologia convencional como sob novas metodologias, visando exatidão e rapidez diagnóstica e a comparação fenotípica e molecular, como sorotipagem e perfil genético do agente etiológico, será em parceria com o IAL Central. Esse fluxo permitirá a detecção e notificação de alterações no padrão local das doenças diarreicas infantil, apontando em tempo oportuno surtos e epidemias, possibilitando assim impedimento de seu alastramento. Dessa forma a monitorização da doença diarreica aguda, terá o registro rotineiro e avaliação sistemática dos casos de diarréia infantil ocorridos na região para que sejam desencadeadas investigações mais detalhadas sobre os episódios. Além do conhecimento da ocorrência de novos casos e da taxa de prevalência de casos já existentes em nosso meio.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)