Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel das integrinas na ligação dos exossomos à matriz extracelular e sua contribuição para a progressão tumoral

Processo: 16/22539-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Heloisa Sobreiro Selistre de Araújo
Beneficiário:Wanessa Fernanda Altei
Supervisor no Exterior: Alissa Margaret Weaver
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Vanderbilt University (VU), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/18747-8 - Exossomos de células tumorais de mama e seu papel na adesão celular durante o processo de metástase: estudos in vitro, BP.PD
Assunto(s):Integrinas   Matriz extracelular   Exossomos   Neoplasias   Desintegrinas

Resumo

O câncer é um problema sério de saúde pública no mundo todo. A metástase é responsável por pelo menos 90% dos casos de morte associados ao câncer, e continua sendo o processo menos compreendido desta patogênese. Células tumorais são capazes de proliferar e criar um microambiente, assim como migrar para locais distantes através de um cross-talk com o meio exterior. Nos últimos anos, têm sido acumuladas evidências de que este cross-talk entre células tumorais e o hospedeiro, incluindo a comunicação com locais distantes do tumor primário, esteja estritamente relacionado aos exossomos das células tumorais (EXT). EXT são vesículas de ~40 - ~100 nm de diâmetro derivadas de membranas luminais de corpos multivesiculares e secretadas para o meio externo, que carregam em seu interior moléculas bioativas que promovem a migração celular e a progressão tumoral. Estudos recentes demonstraram que eles também contribuem para a persistência e velocidade de células migratórias in vivo, através de uma possível interação com moléculas associadas à matriz extracelular (MEC) por meio de ligação com receptores de integrinas. Nosso grupo tem desenvolvido um projeto de pós doutorado com resultados preliminares promissores nesta área (FAPESP 2014/18747-8). Para aprimorar este trabalho, o presente projeto propõe uma colaboração científica entre o Laboratório de Bioquímica e Biologia Molecular (LBBM) e o Weaver Laboratory, da Universidade Vanderbilt. A pesquisa terá como foco o papel dos exossomos na comunicação celular com o microambiente e em especial com a MEC. Além disso, a importância das integrinas nestas interações será explorada por meio de múltiplos métodos, incluindo a utilização de inibidores de integrinas com motivo RGD. Estes estudos irão contribuir para o background científico da pós doutoranda na pesquisa sobre exossomos e irá aprimorar o estado da arte das metodologias nos estudos de comunicação celular. Também é importante salientar que este projeto é parte de um projeto temático da FAPESP atualmente em vigência em nosso laboratório (2013/00798-2).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.