Busca avançada
Ano de início
Entree

Ariel e Umbriel na ressonância 5:3

Processo: 17/00364-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astronomia de Posição e Mecânica Celeste
Pesquisador responsável:Tadashi Yokoyama
Beneficiário:Gabriel de Oliveira Gomes
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Maré   Urano   Satélites

Resumo

Atualmente Ariel revela claramente que sua superfície deve ter sofrido importantes efeitos de maré, causados por passagens em ressonâncias orbitais. Se Miranda e Umbriel necessariamente cruzaram a ressonância 3:1 (como se acredita), então necessariamente Ariel e Umbriel cruzaram a ressonância 5:3. Neste trabalho, esta ressonância será considerada, tomando o caso espacial, incluindo todos os satélites regulares de Urano. As simulações serão feitas com o integrador Radau. As equações de maré serão inseridas usando o modelo de Verheylewegen (2013). (AU)