Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação do limite de aceitabilidade: influência do observador do iluminante e do ângulo de visualização na aceitabilidade do brilho superficial de resinas compostas

Processo: 16/22953-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Eduardo Bresciani
Beneficiário:Marina Nogueira de Castro Galvão
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Resinas compostas   Dentística restauradora

Resumo

O objetivo deste trabalho será avaliar a influência de observadores sobre a aceitabilidade de brilho superficial de resinas compostas sob diferentes iluminantes, com angulação pré-determina em 60° e em angulação livre. Serão confeccionados 6 espécimes cilíndricos de 6mm de diâmetro e 1,5 mm de espessura e um espécime padrão de dente bovino, com 0,5mm de espessura em esmalte e 1mm em dentina. Os espécimes receberão polimento a fim de que se obtenha ao final do processo amostras com 10UB, 25UB, 40UB, 55UB, 70UB e 85UB e um padrão de dente bovino de 85UB. Serão selecionados 30 observadores (10 leigos, 10 alunos de graduação e 10 cirurgiões-dentistas). O estudo será submetido ao comitê de ética local. Os participantes avaliarão individualmente o brilho superficial de resina composta em comparação com o padrão em elemento dental bovino em cabine de luz (Gti - Newburgh,NJ). Para tanto, as amostras serão alocadas no interior da cabine de forma com que a luz incida sua superfície em um ângulo de 60°. Todas as análises serão realizadas em três condições de iluminação, com iluminantes D65, luz incandescente e fluorescente. Os observadores responderão perguntas específicas para se determinar o limite de aceitabilidade das variações de brilho. 50% dos observadores iniciarão as análises com ângulo de visualização pré-definido em 60°, seguido da qualificação em angulação livre e, os demais observadores farão as observações de forma oposta. Os dados serão analisados pelo teste Modelo Generalizado Linear/Não-Linear PROBIT e regressão não-linear PROBIT (5%) (AU)