Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de soluções de software para o Colly Smart

Processo: 17/15644-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Marcus de Simoni Craveiro
Beneficiário:Rafael Casonato Zoccoler
Vinculado ao auxílio:16/01641-8 - Colly Smart - desenvolvendo armadilhas inteligentes para ratos, AP.PIPE
Assunto(s):Aplicação web   Aplicativos móveis   Desenvolvimento de software   Sensores   Manejo integrado   Iscas   Controle de pragas   Ratos

Resumo

O rato é a praga que mais causa doenças e danos materiais ao ser humano e o melhor combate é o do manejo integrado, monitorando e controlando as infestações. O monitoramento de roedores é feito por meio de porta iscas com raticida posicionados estrategicamente nos ambientes a serem monitorados, que precisam ser verificados periodicamente. Visitas a eles devem ser feitas mesmo que nenhum roedor tenha aparecido, gerando custos desnecessários. Além disso, todo gerenciamento é manual, estando sujeito a erros. O objetivo da Colly Química é desenvolver porta iscas inteligentes para superar essas dificuldades, permitindo que o monitoramento de roedores seja remoto e automático. Os porta iscas inteligentes serão equipados com sensores capazes de notificar a presença de roedores para uma central no ambiente monitorado e essa central, conectada à Internet, enviará os dados para um servidor na nuvem, que por sua vez será acessado pelos controladores de pragas através de uma interface web, de qualquer lugar e a qualquer momento. Dessa maneira, os controladores de pragas poderão contar com dados precisos registrados automaticamente, reduzindo custos e tempo gasto com visitas desnecessárias e, quando necessárias, poderão agir mais assertivamente, o que otimizará mais ainda o seu tempo. Além disso, todo o gerenciamento da localização dos porta iscas inteligentes será facilitado pela interface web, inclusive o posicionamento em si poderá ser decidido com base nos dados históricos. Aliás, até mesmo o uso de raticida poderá ser mais consciente baseado em dados históricos. A Fase 1 do projeto foi concluída com sucesso. Seu objetivo foi realizar a prova de conceito da solução inteligente com foco principal no desenvolvimento do circuito básico do sensor e do circuito de recepção acoplado à central. Já o objetivo da Fase 2 é desenvolver por completo a solução inteligente, chegando a um produto comercializável no final. O bolsista terá um papel-chave para alcançar este objetivo. Ele será a referência técnica em desenvolvimento de software do projeto sendo responsável pelo desenvolvimento de todos os softwares necessários para a solução, o que inclui (a) o software embarcado da central, (b) a configuração do servidor na nuvem, (c) a aplicação web de monitoramento, (d) o aplicativo mobile e (e) a aplicação web de administração. (AU)