Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação e desenvolvimento de ferramentas de realidade virtual para complementar a terapia convencional em pacientes com AVC e avaliação da recuperação utilizando conectividade cerebral por meio de fMRI

Processo: 15/03695-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Gabriela Castellano
Beneficiário:Alexandre Fonseca Brandão
Instituição-sede: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07559-3 - Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia - BRAINN, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):19/02200-3 - Realidade virtual para Neurorreabilitação: do desenvolvimento da solução à transferência de tecnologia para o benefício da sociedade, BE.EP.PD
Assunto(s):Acidente vascular cerebral   Realidade virtual   Conectividade cerebral   Tecnologia assistiva   Ressonância magnética funcional

Resumo

Sistemas de Realidade Virtual (RV) têm sido utilizados na ciência como ferramentas de ensino e aprendizagem, formação técnica e entretenimento. No campo da reabilitação neurofuncional, a RV oferece uma oportunidade real para complementar e estimular a terapia convencional em pessoas que convivem com limitações físicas e cognitivas. Este projeto pretende testar e aprimorar aplicativos de RV para melhorar a função motora e cognitiva de pacientes que sofreram um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Para isto, será utilizado um conjunto de aplicações de RV, denominado GestureCollection, de co-autoria do candidato, que visa estimular a Interação Humano-Computador (IHC) por meio de gestos motores dos membros inferiores e superiores, incluindo a rotação do tronco. Estas aplicações são controladas a partir dos movimentos captados por um sensor de reconhecimento de gestos (Microsoft Kinect) que digitaliza o corpo do usuário e cria coordenadas espaciais de suas articulações, permitindo a interação gestual. O objetivo do projeto consiste em usar esses aplicativos de RV em paralelo com sessões de fisioterapia padrão, e investigar se há melhora na recuperação dos pacientes. Essa melhora será avaliada por meio do monitoramento da conectividade cerebral utilizando imagens de ressonância magnética funcional (fMRI).