Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle de infecção em odontologia e segurança do paciente: opinião de usuários de um serviço de saúde

Processo: 17/19247-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Camila Pinelli
Beneficiário:Mariangela Pegorin
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Biossegurança   Odontologia   Controle de infecções   Infecção cruzada   Relações dentista-paciente   Pesquisa sobre serviços de saúde

Resumo

Investigações sobre a percepção de pacientes usuários de serviços de saúde, quanto ao risco de contágio na prática odontológica podem contribuir para a melhoria dos cuidados oferecidos e para o treinamento de profissionais e acadêmicos quanto à cultura de segurança do paciente. Esta pesquisa tem o objetivo de realizar entre pacientes usuários de um serviço de saúde, em Araraquara-SP, por meio da aplicação de um questionário, quanto à prevenção da infecção cruzada na prática odontológica. Um questionário desenvolvido no idioma inglês (Reino Unido) será adaptado de modo transcultural para o idioma português (Brasil) e será utilizado como instrumento da pesquisa. Serão recrutados pacientes usuários do Serviço Especial de Saúde de Araraquara (SESA-USP), de acordo com voluntariado, em ambiente de sala de espera, anteriormente ao atendimento médico ou de enfermagem, sem interferir com a rotina do serviço de saúde e sem prejudicar seu atendimento. Espera-se obter a participação de 500 voluntários. Os critérios de inclusão são: que o participante já tenha recebido atendimento odontológico anteriormente à pesquisa, podendo estar, ou não, em tratamento no momento; apresentar idade igual ou superior a 18 anos; não ser portador de doenças severas que impossibilitem a participação, nem portador de incapacidade mental. Os dados quantitativos serão inseridos em programa EPI Info e estatística descritiva será realizada. A percepção dos pacientes sobre o risco de contágio pode afetar a sua busca pelo cuidado odontológico, com impacto negativo sobre a atenção em saúde, assim, este estudo permitirá conhecer, a partir do relato de pacientes, como as medidas de prevenção de infecção cruzada estão sendo praticadas, e permitirá conhecer os aspectos referentes à importância atribuída por esses indivíduos ao risco de contágio em Odontologia. (AU)