Busca avançada
Ano de início
Entree

Clarificação do caldo de cana utilizando floculante natural extraído de Hibiscus lunariifolius

Processo: 17/25042-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Processamento de Produtos Agrícolas
Pesquisador responsável:Angela Mitie Otta Kinoshita
Beneficiário:Lucas Dias de Pádua
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Acrilamida   Hibiscus   Floculação

Resumo

Atualmente as usinas açucareiras vêm buscando produtos alternativos aos polímeros sintéticos a base de acrilamida utilizados como floculante do caldo de cana, que podem ficar retidos nos cristais de açúcar. Deve-se destacar que esse insumo apresenta ações neurotóxicas e cancerígenas ao ser humano quando consumido. Isto leva a necessidade da busca de substitutos acessíveis, destacando-se produtos extraídos de fontes naturais. Dentre elas apresenta-se o Hibiscus, espécie que apresenta mucilagem em suas folhas que contêm albumina, sendo possivelmente um bom floculante para a clarificação do caldo de cana. O objetivo do trabalho será avaliar a eficácia da utilização de extrato de Hibiscus como auxiliar de sedimentação do caldo de cana e os reflexos sobre a qualidade do caldo clarificado. O experimento será realizado no Laboratório de Biomassa e Bioenergia da Universidade do Sagrado Coração (USC), na safra 2018/2019. O primeiro passo será determinar o método de extração da proteína presente nas folhas da planta, utilizando diferentes concentrações de folha/agente extrativo, diferentes temperaturas de extração e diferentes agentes extrativos. A seguir, o extrato com maior teor de proteínas será utilizado como auxiliar de sedimentação do caldo de cana em diferentes dosagens. Ao final, novo ensaio comparativo de clarificação do caldo será realizado juntamente com o polímero sintético. Espera-se a obtenção de um produto que apresente características coagulantes no caldo de cana similar aos polímeros químicos convencionais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)