Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da via de sinalização neuromuscular e sua interação com a via da Atrofia Muscular em modelo experimental de Osteoartrite de Joelho

Processo: 17/24192-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Tania de Fatima Salvini
Beneficiário:Jonathan Emanuel da Cunha
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Plasticidade muscular   Atrofia muscular   Junção neuromuscular   Osteoartrite do joelho   Transdução de sinais   Modelos animais

Resumo

A Osteoartrite é uma doença degenerativa que envolve articulações e tecidos periarticulares, sendo o joelho a articulação mais afetada. A Osteoartrite de Joelho (OAJ) é caracterizada por aumento dos mediadores inflamatórios, espessamento articular, formação de osteófitos, dor, edema e Atrofia Muscular. A Junção Neuromuscular (JNM) é uma estrutura fundamental para a contração muscular e várias doenças afetam essa estrutura. No entanto, não há evidências científicas sobre as possíveis alterações nas vias de sinalização neuromuscular relacionadas à OAJ. A hipótese do estudo é que as alterações musculares decorrentes da OAJ estejam associadas às alterações na JNM. Objetivo: identificar possíveis alterações nas vias de sinalização neuromuscular e na estrutura morfológica da junção neuromuscular em ratos com OAJ. Possíveis correlações com as vias de Atrofia Muscular também serão analisadas. Metodologia: ratos wistar adultos serão divididos aleatoriamente em 2 grupos (n=20/grupo): controle (sem intervenção); OAJ (cirurgia de TLCA no joelho direito). Após 60 dias, quando o joelho submetido à TLCA já apresenta Osteoartrite, os músculos de ambos os grupos serão analisados. A expressão de genes ligados à sinalização neuromuscular (IL-6, TNF-±, Atrogina1, MuRF-1, NFK², IGF-1, mTOR, MyoD, Myostatina, Dok-7, Lrp4, ²-AChR, ´-AChR e N-CAM) dos músculos quadríceps e tibial anterior, bem como a morfologia da JNM, com microscopia confocal de varredura à laser serão analisadas. Os resultados serão distribuídos quanto à normalidade e homogeneidade. Será analisada a diferença estatística entre os grupos usando o teste T - Student, ou Mann-Withney. Em conclusão, os resultados deste estudo poderão fornecer novas evidências científicas sobre as possíveis alterações neuromusculares associadas à OAJ. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)