Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito comportamental em anfípodes de água doce expostas à vinhaça remediada

Processo: 18/06971-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de maio de 2018
Vigência (Término): 09 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Carmem Silvia Fontanetti Christofoletti
Beneficiário:Ana Claudia de Castro Marcato
Supervisor no Exterior: Alex Ford
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Portsmouth, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:14/23919-2 - Utilização do sistema construído de áreas alagadas (CWS) no tratamento da vinhaça e avaliação da sua toxicidade por meio de análises histológicas e moleculares, BP.DR
Assunto(s):Comportamento animal   Ecotoxicologia

Resumo

A água é um dos fatores essenciais para a manutenção das funções vitais dos seres vivos. Tem-se observado um crescente comprometimento da qualidade deste recurso, devido à poluição de muitos mananciais e até de bacias hidrográficas inteiras, seja por resíduos industriais, esgoto doméstico, ou ainda, por substâncias utilizadas na agricultura, tais como pesticidas, herbicidas e fertilizantes. A vinhaça, subproduto da produção de álcool a partir da cana-de-açúcar (Saccharum sp.), é utilizada, principalmente no Brasil, como fertilizante. Esta substância apresenta significativo poder poluente devido à sua alta concentração de matéria orgânica, que pode alcançar recursos hídricos por percolação e/ou lixiviação. Os sistemas construídos de áreas alagadas (CWSs) são sistemas biogeoquímicos altamente eficazes para tratar águas residuais provenientes de diferentes fontes. Os sistemas CWSs possuem processos naturais de macrófitas aquáticas, que não só acumulam poluentes diretamente em seus tecidos, mas também atuam como catalisadores para reações de purificação que geralmente ocorrem na rizosfera das plantas, sendo este um tratamento alternativo para a vinhaça. Os peixes são excelentes modelos experimentais para estudos de toxicologia aquática, pois alertam sobre o potencial perigo de substâncias químicas ou sobre a possibilidade da poluição ambiental. Várias respostas observadas nestes organismos são excelentes biomarcadores, como por exemplo, a histopatologia de brânquia e fígado e a investigação de mecanismos moleculares que indiquem estresse celular. Diante do exposto, este projeto tem por finalidade verificar a eficácia do tratamento de fitorremediação da vinhaça de cana-de-açúcar por meio da utilização de CWS e analisar a toxicidade da vinhaça tratada por meio de testes ultramorfológico, histológico, histoquímico e moleculares em tilápias, utilizando fígado e brânquias destes animais.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.